Holanda: Conheça o Keukenhof, o maior jardim de flores do mundo

Por Mara Nogueira*

(Residente em Amsterdã desde 2011)

O Keukenhof é o maior jardim de flores do mundo, conhecido também como o Jardim da Europa, e um símbolo de como a cultura do cultivo de flores é valorizado nos Países Baixos, com área de 32 hectares, situado na cidade de Lisse, a 36 km de Amsterdã. É aberto a cada ano entre meados de março até meados de maio, sendo o mês de abril considerado o melhor período para visitá-lo, quando o jardim fica mais colorido. Este ano o parque ficará aberto do dia 21 de março até o dia 19 de maio.

O Keukenhof fica na cidade de Lisse
O Keukenhof fica na cidade de Lisse

O jardim é o parque mais fotografado do mundo e um dos lugares mais visitados da Europa, chegando a receber quase um milhão de visitantes por ano durante os dois meses que fica aberto.

Mara Nogueira no Keukenhof
Mara Nogueira no Keukenhof

No jardim, além de apreciar a beleza dos mais de 7 milhões de bulbos floridos, entre eles os 800 diferentes tipos de tulipas, você também pode ver, ao longo do parque, muitas inspirações de jardins, esculturas, exposições de arte, novidades sobre jardinagem, espetáculos de flores, conhecer sua história e como começou a febre da Tulipomania, e, dependendo da data, outros eventos interessantes, como apresentações de corais, shows de danças folclóricas, mercado de queijo holandês, demonstrações de voos de falcões, corujas e águias, entre outras atividades.

Reserve sua hospedagem em Amsterdã

As tulipas são o destaque do parque que é o maior de flores do mundo
As tulipas são o destaque do parque que é o maior de flores do mundo

A história do Keukenhof, cujo nome significa “quintal da cozinha”, remonta ao século XV. A condessa Jacoba da Baviera (1401-1436) costumava colher frutas e hortaliças no quintal da cozinha do castelo de Teylingen, onde vivia. Em 1641, a área do quintal se expandiu para uma área de mais de 200 hectares, com a construção do Castelo Keukenhof.

Em 1857, os arquitetos paisagistas, Jan David Zocher e seu filho Louis Paul Zocher, que anos mais tarde também foram os designers do Vondelpark em Amsterdã, fizeram uma reforma ao redor do castelo.

Mara com os tamancos holandeses, outro símbolo dos Países Baixos
Mara com os tamancos holandeses, outro símbolo dos Países Baixos

A ideia para um jardim de flores surgiu em 1949 com o então prefeito de Lisse, W.J.H. Lambooy juntamente com alguns produtores e exportadores de bulbos de flores. Esses produtores planejavam fazer uma exposição de florescimento de bulbos na propriedade durante a primavera, onde floricultores de todo o país e de toda Europa poderiam mostrar seus híbridos, ajudando os Países Baixos, que são os maiores exportadores de flores do mundo.

A abertura do parque aconteceu em 1950, e foi um sucesso imediato, recebendo 236 mil visitantes. Desde que o último proprietário do Castelo Keukenhof, o conde J.C.E. van Lynde, morreu em agosto de 2003, a Fundação Conde Kasteel Keukenhof foi responsável pela conservação e operação da propriedade em que permanecem 18 monumentos nacionais.

Além de ser recomendado para os amantes de flores, o parque também é uma grande festa para crianças, com parquinho infantil, labirinto, fazendinha, brincadeiras, como “caça ao tesouro”, etc, tornando-se um lugar ideal para passar o dia em família.

Para chegar ao parque saindo de Amsterdã, algumas agências já oferecem os tíquetes incluindo os trajetos de ida e volta de ônibus, partindo do aeroporto internacional Schiphol, e outras localidades. Os valores das tarifas para o ano de 2019 encontra-se no seguinte link: https://keukenhof.nl/en/buy-tickets

O parque tem na sua entrada cabines com trancas grátis, para turistas que possivelmente cheguem ao local possuindo bagagens, o que torna o passeio no parque mais prático. Também dispõe de lanchonetes e cafeterias, bastante convenientes já que recomenda-se quase um dia inteiro para se fazer a visita a o parque.

* Mara Nogueira é psicóloga e técnica de turismo e vive desde 2011 em Amsterdã

Leia também:

Amsterdã: Roteiro para 3 dias

Conheça Deventer, uma boa opção de bate-volta saindo de Amsterdã

Roterdã: a cidade dos prédios modernos e futuristas na Holanda

 

Viaje Tranquilo

Seguro viagem europa 300x250

Compre ingressos em Amsterdã e fure filas!

https://compartilheviagens.rgi.ticketbar.eu/pt/ticketbar-amsterdam/#TopProducts

Quer viajar para Amsterdã? Confira estas promoções que encontramos para você!

 


Brouwerij ‘t IJ: o lugar para ver moinho de vento e beber boa cerveja em Amsterdã

Pode ser clichê, mas não adianta, quem vai a Amsterdã quer ver moinhos de vento. E um dos mais fotogênicos e acessíveis da cidade é o Gooyer Mill, considerado o moinho de madeira mais alto da Holanda. A melhor parte é que ao lado do Gooyer fica a Brouwerij ‘t IJ, uma cervejaria artesanal. Assim, você não precisa ir até lá apenas para tirar a foto de um moinho e voltar, mas pode aproveitar a viagem para degustar uma boa cerveja holandesa.

Gooyer Mill
Gooyer Mill

Continuar lendo Brouwerij ‘t IJ: o lugar para ver moinho de vento e beber boa cerveja em Amsterdã


Ingressos para as principais atrações de 6 cidades da Europa e Nova York à venda no blog

O Compartilhe Viagens fechou uma parceria com a empresa holandesa Ticketbar e agora você pode comprar ingressos para as principais atrações de seis cidades europeias (Lodres, Amsterdã, Barcelona, Madri, Roma e Paris) e Nova York com praticidade, segurança e ótimos preços. Tudo online e longe das longas filas!

Para comprar os ingressos, basta acessar esse link: https://compartilheviagens.com.br/ingressos/, escolhe a cidade que deseja comprar os ingressos e a forma de pagamento. As informações sobre cada atração estão em português. Os preços vendidos são os mesmos dos praticados nas bilheterias ou mais baratos. O Compartilhe Viagens recebe por comissão, sem custo adicional para os compradores! Continuar lendo Ingressos para as principais atrações de 6 cidades da Europa e Nova York à venda no blog