“Qual o país você mais gostou?”. Essa é a pergunta que mais ouvimos quando voltamos de cada viagem. E, geralmente, eu não tomo partido, destaco os pontos positivos de cada lugar. Mas com relação ao #DoisnaAmérica (nossa viagem pelo continente americano de Sul ao Norte) não consigo esconder a minha preferência pelo México. Simplesmente nos apaixonamos pelo país e temos muitos motivos para isso. Destaco aqui os principais deles para você também o México como o seu próximo destino. Já posso voltar para lá?

1) Viajar pelo México é muito barato

Com a alta do dólar, a principal preocupação de todos os viajantes é com relação ao custo da viagem. E viajar pelo México pode ser muito barato, desde que você não queira ficar em resort All Inclusive com pacote fechado por agência de viagens. Mas se você faz o tipo que topa ficar em hostel, pousada ou até mesmo em hotel, mas sem muito luxo, essa pode ser uma viagem muito econômica.

Aliás, as rivieras são as partes mais caras para viajar no México. Outros destinos como Palenque, Oaxaca, Cidade do México, entre outros são baratíssimos e muito interessantes.

Veja a cotação da moeda mexicana com relação ao real atualmente aqui.

2) O México é lindo

O México é um dos países mais lindos que já conhecemos porque reúne belezas naturais para todos os gostos, belíssimas praias e ilhas em dois oceanos (Pacífico e Atlântico), montanhas, desertos, cenotes… e também belezas arquitetônicas de diversas épocas e estilos, construída por povos indígenas e também colonizadores. Além dos incríveis sítios arqueológicos que estão espalhados por todo o país, nas cidades, as construções apresentam “elementos pré-hispânicos, coloniais, com uma mistura de contribuições mouriscas, judaicas e castelhanas, modas afrancesadas do século XIX, elementos do Art Decó, Art Noveau e desenhos Avant Garde” (informações do site Visit México).

Playa del Carmen: não queria mais sair desse mar.
Playa del Carmen: não queria mais sair desse mar.
Cenote, em Dos Ojos
Cenote, em Dos Ojos
Igreja em Oaxaca
Igreja em Oaxaca

Uma das novas Sete Maravilhas do Mundo está no México, que é a Pirâmide de Kukulcán, na cidade maia de Chichén Itzá.

Pirâmide de Kukulcán, na cidade maia de Chichén Itzá.
Pirâmide de Kukulcán, na cidade maia de Chichén Itzá.

3) Cultura viva e diversa

O México respira cultura. Em sua própria constituição, o México define-se como uma nação pluricultural, formada por dezenas de grupos indígenas, descendentes de europeus, africanos e asiáticos. No México existem mais de 60 povos indígenas que falam mais de uma centena de línguas diferentes. A religiosidade também é muito forte na cultura do país, que tem como o mais importante feriado o Dia dos Mortos.

Festa popular em Oaxaca
Festa popular em Oaxaca

O país também guarda preciosos tesouros culturais, que são seus inúmeros sítios arqueológicos de importantes povos pré-hispânicos, como os maias, aztecas, zapotecas.

Viajar pelo México é, sem dúvida, fazer uma imersão cultural. As rivieras, no entanto, estão mais “agringadas” como eles mesmos dizem. Então, para conhecer melhor o país, o ideal é viajar também por outros destinos que são mais representativos da cultura mexicana. Oaxaca, por exemplo, é uma das cidades onde você irá conhecer um México mais genuíno.

3) Gastronomia mexicana é riquíssima

“Está muy rico”. Definitivamente esta foi a frase que mais repetimos no México para dizer que a nossa comida estava deliciosa, pois sempre estava. Definitivamente se tem uma coisa que os mexicanos entendem é de gastronomia. E esqueçam a comida mexicana do restaurante famosinho da sua cidade, pois certamente eles não oferecem nem um terço do que você irá encontrar no México. E se você não é fã de pimenta, não se preocupe, só dizer que não quer a comida picante e eles fazem. Mas geralmente, os temperos vêm separados e você coloca o quanto quiser.

Café da manhã mexicano
Café da manhã mexicano

Com relação à gastronomia, a cidade de Oaxaca mais uma vez se destaca. O estado, que também tem o mesmo nome da capital, se destaca no país pela boa gastronomia.

4) Alta qualidade na prestação do serviço

Eu sempre comentava com Fred, que o garçom do restaurante mais simples do México, a recepcionista da pousada mais baratinha do país e o guia da agência mais modesta, entre outros prestadores de serviços, poderiam vir ao Brasil ministrar workshops de como atender o cliente e prestar bem o serviço oferecido que seria sucesso. É de deixar qualquer um mal acostumado a gentileza e a dedicação com que os mexicanos prestam serviço. “Para servirles con mucho gusto”, é uma das frases mais ouvidas por lá.

5) Os mexicanos são muito receptivos

Não tem jeito. Eu só consigo gostar de um país em que gosto das pessoas. Para mim esse é um dos pontos fundamentais da viagem. E os mexicanos são uns queridos. Simpáticos, amáveis, alegres e receptivos, fazem todo mundo se sentir em casa e muito bem vindo no país.

Mexicanos oferecendo mezcal a Fred
Mexicanos oferecendo mezcal a Fred

Eu poderia continuar listando mais uns 10 motivos, como margarita, cervejas Corona Extra, Dos Equis (XX), elote (milho cozido com maionese, limão, queijo ralado, pimenta e sal), artesanato lindo, o metrô mais barato do Mundo (em Cidade do México), a Casa de Frida Khalo (em Cidade do México), que brasileiros não precisam de visto, que eles falam o espanhol com o sotaque mais bonito de toda a América Latina… mas espera aí que vou pesquisar umas promoções de passagens aéreas que estão surgindo para lá… ops quem me dera. Haha!

E para não dizer que só falei de flores. Tenho que admitir, a única coisa que não fui muito fã no México foi a música. Mas nada que um fone de ouvido com uma playlist bem brasileira não resolva. =)

Passeios e ingressos na Riviera Maya com pagamento em até 6 vezes


Comentários

  • Paulo

    Vou estar por 5 dias estou super ansioso.
    29/08 até 04/09.

    Parabéns pelo post está ótimo!