“As viagens são os viajantes”. A frase do gênio português Fernando Pessoa sintetiza bem porque alguns destinos agradam a uns e desapontam completamente outros. Uma viagem depende muito mais dos gostos e da disposição de quem viaja do que do lugar visitado. E foi assim, com Los Angeles, eu simplesmente odiei. E uma amiga jornalista, Jamille Nogueira, amou mais até do que Las Vegas. Por isso, decidi convidá-la para listarmos 5 motivos para amar LA e 5 motivos para odiar LA. Conhecendo os dois lados da moeda, fica mais fácil planejar a viagem para a maior cidade da Califórnia.

Cinco motivos para amar Los Angeles por Jamille Nogueira

Los Angeles é uma das maiores e mais complexas cidades do mundo. É a segunda mais populosa dos Estados Unidos mas, nem por isso, tem o ritmo frenético das maiores metrópoles.

A cidade do cinema, das artes e das estrelas, Los Angeles tem uma enorme diversidade de moradores, de cultura. O centro da cidade é uma fusão, um microcosmo de sua origem espanhola, com  o El Pueblo, mas é também onde se encontram as comunidades asiáticas, Little Tokio, e chinesa, Chinatown, além de renomados museus, galerias, estúdios e centro financeiro.

LA transpira mito, fantasia e tecnologia, é como estar o tempo todo em um set de gravações de uma super produção cinematográfica, e o letreiro de Hollywood, visto de tantos pontos da cidade, não nos deixa fugir da fantasia.

Jamille e Tarso em Hollywood
Jamille e Tarso em Hollywood

Eu, particularmente, amei Los Angeles. Por esse motivo, foi-me dada a missão de listar cinco motivos para se gostar da cidade californiana. Eu poderia citar bem mais que isso e, por isso, a introdução não conta. E vamos aos pontos:

Hollywood Boulevard – É onde fica a calçada da fama,  onde acontece a entrega do Oscar.  As principais celebridades do mundo estão imortalizadas nas famosas estrelas incrustadas na Walk of Fame, que percorre todos os quarteirões da via. Também na Boulevard há o Madame Tussauds, o museu de cera com estátuas espantosamente realistas das mais famosas celebridades . Lá é possível fazer fotos ao lado de, por exemplo,  Johnny Depp, Marilyn Monroe ou Julia Roberts, tudo em tamanho e medidas reais.

Dolby Theatre, onde acontece a premiação do Oscar
Dolby Theatre, onde acontece a premiação do Oscar

Beverly Hills – É o supra-sumo do glamour, do luxo.  Lá fica a Rodeo Drive, uma das ruas de comércio mais famosas e caras do mundo. As grifes mais caras do planeta exibem vitrines suntuosas, extravagantes, feitas mais para impressionar do que vender. Os carros mais caros e raros do mundo trafegam por lá e são facilmente encontrados estacionados na frente das lojas. É tudo real, mas parece filme. Não é de se espantar encontrar uma celebridade caminhando com sacolas, mas a maioria das pessoas passa só observando mesmo.

Praias – Se o glamour de Hollywood não impressiona ou não faz o estilo, as praias socorrem, e essa é a maior vantagem da metrópole a beira mar. Destaco Santa Mônica, Venice Beach, Long Beach e Malibu. Em Santa Mônica, o píer é a maior atração. O lugar reúne um parque de diversões com o famoso carrossel, lojinhas, restaurantes e a melhor visão do pôr do sol  mar, tudo isso embalado pelo som de artistas que fazem shows em busca de moedas ou aplausos. Venice Beach é a “zona alternativa”. É cheia de gente excêntrica, lojas de bugigangas, artesanato. No calçadão há, desde rappers oferecendo discos a malabaristas. Também tem os verdinhos, os panfleteiros vestidos de marijuana que oferecem consultas para conseguir receita de maconha medicinal, tudo isso no meio da rua. Long Beach é linda e tem como destaque o enorme transatlântico Queen Mary, que funciona como museu e hotel. Malibu, cenário de seriados e filmes, não é bonita, mas ostenta as mais caras casas de praia e vale um passeio rápido.

Pacific Park, em Santa Mônica
Pacific Park, em Santa Mônica

Universal Studios – Para quem ama cinema, não há melhor parque de diversões. É um parque temático gigantesco, onde ficam também os estúdios dos filmes da produtora. Com um passeio guiado de bonde, pudemos conhecer diversos cenários, com direito a demonstração de alguns efeitos especiais. Jä no parque, atrações com efeitos impressionantes atraem crianças e adultos. O clássico Jurassic Park atrai pela tradição, mas divertido mesmo é o parque dos Simpsons.

Staples Center – Não só de cinema vive Los Angeles. O principal estádio da cidade é enorme e moderno, base para os jogos mais importantes do basquete. Praticamente durante todo o ano  é possível assistir a uma partida. Fora das temporadas, os jogos são mais baratos mas, ainda assim, animadíssimos. A megalomania americana prevalece e uma simples partida amistosa se transforma em um super espetáculo. Os intervalos são super divertidos.

Cinco motivos para odiar Los Angeles por Karla Larissa

Eu costumo ser uma viajante fácil, gosto de muitas coisas e me divirto com quase tudo. Por isso, poucas cidades no Mundo posso dizer que não gostei. Mas Los Angeles, sem dúvida, é uma delas. Estive na cidade três vezes durante nossa viagem de 30 dias pelos Estados Unidos na Volta ao Mundo, mas não teve jeito, de me agradar da metrópole.

No Santa Mônica píer, onde termina a Rota 66
No Santa Mônica píer, onde termina a Rota 66

LA é feia – Recentemente o site de viagens U City Guides elegeu as cidades mais feias do Mundo e Los Angeles ficou na décima posição e só posso concordar com a pesquisa. LA não tem o charme de San Francisco, as praias de San Diego e nem as luzes de Las Vegas. A poluição impede de ver as montanhas ao redor, o trânsito é caótico e a arquitetura é uma mistura de alguns arranha-céus sem qualquer beleza e casas sem nenhum padrão. Senti falta também de áreas verdes e parques, que não fossem temáticos.

(In) Segurança – Em nenhuma outra cidade dos EUA eu ouvi tantas sirenes de polícia quanto em LA e vi também tanta gente sob efeito de drogas nas ruas. A verdade é que me senti meio insegura em Los Angeles, mesmo com o forte policiamento. Antes de viajar para a cidade é importante saber em que bairros se hospedar e por onde andar, pois alguns são realmente perigosos. Há bairros que nem mesmo os habitantes locais se aventuram em ir à noite, como East LA e South Central.Aliás, South Central agora é chamada de South Los Angeles. O nome da área foi mudado para apagar as memórias de crime e violência.

Acredito que turistas devem evitar essas áreas mesmo durante o dia. O centro da cidade também me pareceu muito estranho. É melhor manter-se alerta. Nos hospedamos por duas vezes em Hollywood e, com exceção da calçada da fama, não é muito recomendável passear por lá durante à noite.

Cadê o glamour? Quando eu era criança participei de um programa infantil global e o que mais me frustrou foi que tudo nos bastidores era muito feio e mal cuidado, apesar de parecer lindo na televisão. E foi exatamente essa sensação que tive em Hollywood. Aquele Glamour dos dias de Oscar não existem em dias normais. Pior do que isso, a calçada da fama, que é principal atração do distrito, vira um caos completo de fãs que querem tirar foto ao lado da estrela do seu artista favorito e dos artistas de rua que fazem cosplays de tudo que vocês possam imaginar e brigam para ver quem chama mais atenção. Para terem ideia, do nosso hostel que ficava justamente na calçada da fama, eu ouvia todos os dias repetidas vezes “Lek, Lek”, que era usada em uma apresentação de artistas de rua. Talvez você encontre glamour e luxo em Beverly Hills, mas para ser bem sincera, não visitamos. Ver casas que não posso morar e lojas que não posso comprar não é muito minha cara. Mas está entre os principais passeios em LA.

Calçada da Fama
Calçada da Fama

Custo alto – Los Angeles é a segunda maior cidade dos Estados Unidos e uma das maiores do Mundo. Como toda grande cidade tem um custo de vida alto e, claro, que isso reflete no turismo também. Não é absurdamente cara como San Francisco, mas para conseguir uma hospedagem em um lugar bem localizado, paga-se caro. A maioria das hospedagens mais em conta fica em bairros considerados perigosos como South Los Angeles. Apesar de ter opções gratuitas e acessíveis, as atrações mais interessantes e famosas são bastante salgadas, como os parques temáticos. Quanto a gastronomia, pode sair bem caro em bares e restaurantes, mas sempre há opções bem em conta.

Festa estranha com gente esquisita… Eu costumo dizer que amo Londres porque lá você pode ser quem você é. Mas acontece que LA atrai gente excêntrica de todas as partes do planeta que vai tentar a sorte no mundo da fama. É claro que nem todos vão parar nas telonas. Agora imagine gente excêntrica e frustrada pelas ruas…fica parecendo mesmo uma festa estranha com gente esquisita…

Peço desculpas pelo tom ranzinza, mas coube a mim, a árdua tarefa de falar mal.

Com esse post, não pretendo que você desista da sua viagem a Los Angeles, mas que pese bem os prós e contras e planeje melhor sua viagem a cidade. Eu mesma, acho que tentarei de novo um dia. Quem sabe, ela me conquista…

Compre ingressos com desconto para as principais atrações de Los Angeles e não perca tempo em filas.

*O Compartilhe Viagens participa de um programa de afiliados do Ticketbar, por meio do qual é possível comprar ingressos on- line com descontos e segurança e ainda ajudar ao blog se manter. 

Reserve seu hotel em Los Angeles

*O Compartilhe Viagens participa de um programa de afiliados do Booking.com, por meio do qual é possível reservar hotéis  com descontos e segurança e ainda ajudar ao blog se manter. 

Compre na Livraria do Compartilhe Viagens:

Guia de Compras dos Estados Unidos

 



Comentários

  • Édipo

    hehehehe…. “falem mal, mas falem de mim”…

  • Pingback: Estados Unidos pela primeira vez: dicas e o que você precisa saber | Compartilhe Viagens()

  • Henrique Castro

    Parabéns!!!! Estou indo pela primeira vez para Los Angeles e toda a informação é importante….
    Você me ajudou muito na escolha de uma hospedagem e passeios.

    Obrigado

  • Que bom Henrique que podemos lhe ajudar. Aproveite bem a viagem!

  • Alice Olivia

    Meu sonho é viver lá um dia, parece perfeito, espero que seja até eu chegar lá!

  • gabrieluzumakiuchiha2

    nunca ouviu tantas sirenes de policia?acho você não visitou Nova York pra falar isso,NYPD vive com a sirene ligada lá,quase a mesma coisa de Los Angeles.

  • Ju Miranda

    eu morei em san diego por 5 anos e posso dizer que amei….é linda e charmosa. LA é feia, Hollywood é horrivel, deprimente… o legal de lá sao os parques temáticos e até mesmo as prias sao sem graça perto das do Brasil. Já Londres…..