Nada mais aussie do que viajar de campervan ou motorhome pela Austrália. Apesar do país ser o sexto maior do mundo, apenas uma posição atrás do Brasil, está muito preparado para o turismo rodoviário e dá todas as condições para quem quer encarar a estrada de campervan ou motorhome. Em nossos 30 dias no país, passamos quase metade a bordo de uma van. Percorremos mais de 2 mil km de Sydney até Arlie Beach. E esta foi uma das mais sensacionais experiência de nossa Volta ao Mundo. Recomendo demais!

Com nossa Hiper Camper lindinha!!
Com nossa Hiper Camper lindinha!!

Para quem quer encarar essa aventura, listei aqui 5 dicas de planejamento:

1- Como alugar e escolher seu RV (recreational vehicle)

Pelas as ruas das grandes cidades da Austrália há inúmeras lojas de aluguel de campervan ou motorhome espalhadas. Mas a forma mais barata de alugar é pesquisar na internet.

O primeiro ponto a saber é o tipo de carro que você deseja. Existem opções desde carros tipo perua que os bancos de trás se transformam em cama; as campervans que são vans com mesinha, cama com lençóis e travesseiros, pia, fogão portátil, frigobar e kit cozinha; até os motorhomes, que são verdadeiras casas dentro de caminhões. Também existem as caravans que são trailers que são acoplados a carros.

Nossa campervan com a cama montada
Nossa campervan com a cama montada

Nas duas vezes em que alugamos fomos de van, que é a opção ideal para duas pessoas.

Normalmente, as empresas mais baratas são a Jucy e a Hippie Camper. A Hippie, na verdade, pertence a Apollo, que tem opções de carros maiores.

Alugamos a Hippie por duas vezes, apesar de não ser os carros dos mais novos, funcionou bem. Quebrou uma vez, mas recebemos assistência, mesmo estando numa cidadezinha que desconfio que nem esteja no mapa. E era um problema bem simples e, por sorte, ficamos no prego já no caravan park.

Existe uma outra companhia que é a mais barata de todas, a Wicked, muito escolhida por mochileiros. Mas essa é para quem tem muita coragem, pois os carros são pré-históricos. Não recomendo!

Para quem quer mesmo economizar, a dica é pegar uma relocação. Em todos os sites, sempre aparecem ofertas. A relocação é bom para as lojas, pois elas precisam trazer de volta os carros para as lojas de origem ou onde tenham demanda. Por exemplo, nós pegamos nossa van em Sydney e devolvemos em Brisbane. Depois, a loja pode oferecer uma relocação para alguém levar o carro de volta a Sydney. Com isso, elas oferecem um preço bem baixo ou muitas vezes de graça e ainda dão uma ajuda para gasolina. Mas é preciso seguir as regras da empresa, que irá definir o destino, o número de dias e a quilometragem. Uma boa opção para quem tem tempo de sobra e roteiro livre. Não testamos.

2 – Segurança (Cuidado com o Canguru!!)

As estradas da Austrália são em geral muito boas, de fazer qualquer brasileiro babar. A sinalização também é excelente. Mas apesar disso há dois grandes riscos: um dormir ao volante, pois como as paisagens são muito repetitivas, você pode acabar se distraindo e ficando cansado. Além disso, como as pistas são boas, você pode querer dirigir mais do que deve. O maior risco, no entanto, são os animais. No início da manhã e no final da tarde, os cangurus e coalas costumam aparecer na estrada e o risco é muito grande. Os cangurus, por exemplo, medem até 1,60 metros e podem chegar a pesar 90 kg. Constatamos esse risco, por muitas vezes, quando  vimos vários animais mortos na estrada.

Um detalhe importante, o seguro não cobre se você estiver dirigindo nos horários de risco, antes do amanhecer e depois do entardecer. Fique bem atento a isso!

3- Onde descansar e dormir

O descanso dos motoristas é uma preocupação muito grande das autoridades da Austrália. Por isso, a cada duas horas de viagem, você irá encontrar uma rest area. Normalmente, essas áreas tem banheiros (existe um mistério: nunca fui em um banheiro para ter menos de 3 rolos de papel higiênico, mas nunca vi ninguém abastecendo) e mesinhas para refeição. Mas pode ter ainda churrasqueiras a gás e até parquinho para crianças.

Parada para almoço em uma rest area
Parada para almoço em uma rest area
Cozinhando na churrasqueira do parque!!
Cozinhando na churrasqueira do parque!!

Em alguma delas é permitido passar a noite gratuitamente, em outras não. E essas são melhores equipadas. Dormimos em duas rest areas gratuitas, uma em um parque florestal e outra em uma praia! Baixe aqui um mapa online das rest areas da Austrália. Para quem quer dormir de graça, tem que chegar cedo, pois são lugares bastante disputados.

Caso não encontre uma área gratuita, há inúmeras opções pagas, que vão desde as mais simples que dispõe só de banheiro com chuveiro e você pode encontrar por cerca de 10 dólares australianos até as mais sofisticadas que são verdadeiros clubes e que podem sair por mais de 30 dólares para uma campervan, sendo que quanto maior o carro, mais caro. Também o preço muda se o campo tiver ou não energia elétrica para ligar no carro.

Uma dica que dou é alternar entre campos gratuitos e pagos. Pois na maior parte dos campos gratuitos não há chuveiro, e alternando, você pode tomar banho todo dia. Mas pelo menos uma vez, vá num desses campgrounds estilo clubes que são sensacionais. É nesses lugares que os australianos costumam passar férias. E tem de tudo: piscina, churrasqueira, sala de cinema, lavanderia, parque para as crianças, quadras, etc.

Piscina de um caravan park chic!
Piscina de um caravan park chic!

Importante: dentro das cidades é proibido dormir em RV e a multa pode sair muito alta!!

4 – Cuidado com a multa!!

A Austrália leva muito a sério suas leis e a fiscalização é muito forte. Existem radares espalhados por todas as rodovias e cidades e o limite de velocidade é bem rigoroso. Há também muitos policiais de trânsito e rodoviário. Fomos pegos por um. O limite de velocidade era 70 km/h, estávamos em 90km/h. Resultado: multa de quase 400 dólares australianos para os brasileiros aprenderem que a Austrália não é bagunça! 🙁 Isso mesmo! E agora, só podemos voltar lá se pagarmos a conta!

 5 – Como abastecer

Existem muitos postos de combustível ao longo das rodovias, apenas em alguns lugares mais desertos que as opções ficam escassas. Fique sempre atento ao nível de combustível, nós sempre reabastecíamos quando o tanque estava na metade. O sistema é de auto serviço, assim como nos Estados Unidos e Europa. O preço é apresentado de uma forma meio estranha em centavos por litro, mas com um tempo você se acostuma.

Não temos ideia exata de quanto gastamos com a viagem de campervan pela Austrália, pois estava tudo anotado no bloquinho que perdi nos EUA (que dó, que dó!), mas considerando que a van nos serviu para deslocamento, hospedagem e para cozinharmos nossas refeições saiu mais em conta do que as outras opções.

Para encerrar, não esqueça de tirar sua carteira internacional e de usar um aplicativo para smartphones ou tablets de mapas e GPS, como o Google Maps.

E divirtam-se!!!

 


Comentários

  • Pingback: Viagem pela Pacific Highway (Austrália): de Sydney a Brisbane | Compartilhe Viagens()

  • Miss Traveller

    Olá! Que post esclarecedor! Muito obrigada pela contribuição! Estou planejando uma trip pra Austrália sozinha. Tenho uma dúvida e ficaria muito grata se você pudesse me ajudar: podemos estacionar apenas nos campgrounds, não na cidade, correto? E como vamos pra cidade depois?? Eu fico imaginando que esses campings são no meio da estrada.. Como funciona isso? Muito obrigada!