Acionando o seguro viagem: nossa experiência com a Mondial Assistance

Se tem uma coisa da qual não abrimos mão quando viajamos é ter um seguro viagem. Ao viajar estamos sujeitos a inúmeras situações: perder voos e bagagens, ser roubados, adoecer e até, infelizmente, sofrer acidentes. São vários imprevistos que podem estragar uma viagem, principalmente, se você não tiver um seguro que lhe ajude a resolvê-los. E não basta ser um seguro qualquer, é importante ser uma seguradora de confiança, que vá prestar assistência quando você precisar.

Para quem faz mochilão, o mais comum dos problemas é adoecer, em virtude da alimentação. Ter uma infecção intestinal é muito comum. Há quem diga que é quase uma certeza em um mochilão. Nós já tínhamos tido o problema durante a Volta ao Mundo, mas na época, tínhamos feito um seguro que não nos atendeu quando precisamos. Tivemos que pagar hospital por conta própria, por sorte foi na Malásia, onde os hospitais são públicos, de boa qualidade e precisamos pagar apenas um valor simbólico. Mas muitos países não oferecem saúde pública nem para seus residentes, muito menos para turistas. E a assistência particular à saúde pode ser muito cara. Além disso, para alguns países europeus e os Estados Unidos, seguro viagem é obrigatório para visitantes.

Nossa atendimento em clínica no Peru
Nossa atendimento em clínica no Peru

Para a viagem a Bolívia, Chile e Peru fizemos o seguro viagem “Mochilão” pela Mondial Assistance. Claro que, como todo mundo, fizemos o seguro esperando não ter que acioná-lo. Mas na semana de fazermos a trilha de Salkantay, no Peru, adoecemos e pioramos muito um dia antes. Então, ligamos para o número do seguro no Brasil, contamos a situação e em menos de uma hora, nos responderam informando a clínica onde receberíamos o atendimento.  Continuar lendo Acionando o seguro viagem: nossa experiência com a Mondial Assistance