Malásia: Cameron Highlands e as plantações de chá

Na Malásia, depois de visitarmos Kuala Lumpur (Clique aqui para conferir o roteiro da cidade), viajamos 200 km até Cameron Highlands, região montanhosa da Malásia, famosa pelas plantações de chá. A temperatura nas montanhas é, em média, de 18°C, o que para nós foi uma pausa no calor escaldante asiático. A arquitetura das cidadezinhas da região segue o estilo inglês, pois a Malásia foi colônia britânica até o final dos anos 50.

Plantações de chá em Cameron Highlands
Plantações de chá em Cameron Highlands

Continuar lendo Malásia: Cameron Highlands e as plantações de chá


Kuala Lumpur: o que fazer na capital da Malásia

Antes de viajar para Kuala Lumpur vivia brincando dizendo que era minha cidade por causa das iniciais KL. Mas de KL tenho duas lembranças bem antagônicas: uma é de que nunca estive tão doente em toda minha vida e a segunda de ter sido tão bem acolhida por uma completa estranha do outro lado do mundo. Estava doente devido a uma infecção alimentar causada por algo que comi nas Filipinas, mas como viajei logo para Malásia, sofri os sintomas mais fortes lá, tendo inclusive febre muito alta. Mas por muita sorte, em KL tivemos uma das melhores estadias de toda a viagem, quando pela primeira vez experimentamos nos hospedar pelo Couchsurfing e fomos recebidos na casa de uma malaia de origem chinesa, minha “anja”, Jasmine.

A Malásia foi o primeiro país islâmico que visitamos em nossa Volta ao Mundo. Mas apesar da maioria muçulmana, no país também vivem chineses e indianos que têm liberdade religiosa, o que dá um ar multicultural e menos rígido. Nos deparamos apenas com algumas diferenças curiosas, tais como vagões de trens exclusivos para mulheres; avisos de que são proibidos atos “indecentes”, como beijar em público; e algumas mulheres trajando burca.

Na companhia de uma local, durante os três dias em que estivemos em KL, podemos conhecer lugares diferentes do roteiro turístico, especialmente restaurantes. Jasmine nos apresentou às culinárias chinesa, malaia e indiana, que em comum, têm o tempero MUITO apimentado (esqueça a pimenta da comida mexicana).

Ela também nos explicou um pouco sobre a política e a cultura do país, que se tornou independente há pouco mais de cinco décadas e está entre os mais desenvolvidos do Sudeste Asiático com um IDH elevado. Antes de viajar para Malásia é importante saber que o país é dividido em dois territórios, a parte que fica na península malaia, logo acima de Cingapura e a outra que fica ao norte da ilha de Bornéu. Nesta segunda estão as praias paradisíacas que quero muito conhecer em uma próxima visita (coloca no Google “praias da Malásia” e babe nas imagens).

Kuala Lumpur é uma cidade modernissíma, mas também com as tradições dos seus povos preservadas. Foi lá o único lugar que vi uma coisa que sonho um dia ter aqui no Brasil: uma passarela de pedestres gigantesca climatizada! haha

Mesmo estando muito doente, conseguimos visitar os principais pontos turísticos da cidade e listei os principais neste post. Além de alguns que não conseguimos ver, mas que iremos em uma próxima vez.

Kuala Lumpur é super fácil de visitar, pois há  linhas de ônibus turísticos (GO KL) gratuitos, que param nos principais pontos turísticos da cidade. Veja o mapa aqui.

Galeria de Arte da Cidade e o I love KL

O famoso I love KL
O famoso I love KL

Continuar lendo Kuala Lumpur: o que fazer na capital da Malásia


Como organizar um mochilão pelo Sudeste Asiático

Sempre que nos perguntam qual foi a melhor parte da nossa Volta ao Mundo, respondemos os 3 meses no Sudeste Asiático.  As belezas naturais, o povo acolhedor, a gastronomia, o baixo custo e a facilidade de viajar são alguns dos bons motivos para viajar pela região (Leia também: 10 motivos para viajar para o Sudeste Asiático).  A maior parte dos países está muito bem preparada para receber os turistas, principalmente, os mochileiros. Mesmos nos países menos desenvolvidos dá para viajar por conta própria tranquilamente. Mas para fazer um mochilão pelo Sudeste Asiático é preciso planejamento e estar atento a peculiaridades da região, como o período de monções.

Koh Phi Phi, Tailândia
Koh Phi Phi, Tailândia

Saiba como organizar o seu mochilão pelo Sudeste Asiático: Continuar lendo Como organizar um mochilão pelo Sudeste Asiático


Companheiros de viagem ao redor do Mundo

Para mim, os lugares são feitos pelas pessoas e as pessoas fazem os lugares. É, por isso, que meus países favoritos são aqueles que têm um povo alegre, simpático e hospitaleiro. E, além dos locais, as pessoas que encontramos na “estrada” também fazem toda a diferença em uma viagem. E são elas que fazem a saudade aumentar.

Os nossos melhores momentos de viagem foram aqueles acompanhados de gente bacana. Em nosso caminho tivemos muita sorte de encontrar pessoas muito, muito especiais. Alguns, tiveram passagem rápida em nossa vida, outros, são amigos que ficarão.

Conheça agora nossos companheiros de viagem ao redor do Mundo:

Continuar lendo Companheiros de viagem ao redor do Mundo


10 motivos para viajar para o Sudeste Asiático

Dos sete meses de nossa Volta ao Mundo, dedicamos três para viajar pelo Sudeste Asiático. Durante quase 90 dias, visitamos sete dos dez países que formam a região: Cingapura, Filipinas, Malásia, Tailândia, Myanmar, Camboja e Indonésia. Ficaram de fora apenas Laos, Vietnã e Brunei, que esperamos conhecer em outra oportunidade.

Foram dias incríveis em que conhecemos paisagens belíssimas, praias,  montanhas e grandes cidades. Vivenciamos culturas diversas, encontramos pessoas muito especiais pelo caminho e aprendemos muito, não só sobre história, cultura, geografia,política, mas também sobre a vida.

Hoje nos despedimos do Sudeste Asiático com o coração partido, mas com esperança de que um dia voltaremos para revisitar lugares por quais nos apaixonamos, conhecer outros novos  e viver mais dias inesquecíveis.

Foi tudo tão especial que eu poderia listar uma série de motivos que nos fizeram amar o Sudeste Asiático, mas vou me ater a dez deles para convencer a vocês a viajarem para esses países tão especiais. Continuar lendo 10 motivos para viajar para o Sudeste Asiático