Colômbia: o que fazer em Medellín, a cidade queridinha dos mochileiros

Medellín é a cidade preferida de muitos mochileiros que viajam pela Colômbia, especialmente os mais baladeiros. A maioria deles se hospeda no bairro Poblado, onde estão muitos bares, restaurantes e baladas. Mas, além das noites animadas, a segunda maior cidade do país tem atrações turísticas suficientes para uma visita de pelo menos três ou quatro dias.

Como chegar

A cidade de Medellín não tem um aeroporto para chamar de seu. Apenas uma pista de voo que recebe pequenos aviões. O Aeroporto Internacional José María Córdova, que atende a cidade, fica no município de Rio Negro. A mais ou menos 1h de carro do centro de Medellín.

Além de voos internacionais, esse aeroporto recebe voos das principais cidades do país. Nós voamos de Cartagena para lá pela Viva Colombia, companhia low cost colombiana.

Para ir do aeroporto ao centro de Medellín, a opção mais econômica é ônibus, que sai do próprio aeroporto (é só procurar na saída). O ônibus é bastante confortável e a última parada é no Terminal Norte, onde fica a linha de metrô Caribe. Do terminal também é possível pegar um táxi para chegar ao local onde estará hospedado.

Medellín também tem dois terminais rodoviários: sul e norte, que recebe ônibus de várias cidades, inclusive, Bogotá e Cartagena. Porém, como a cidade fica em uma região montanhosa, as viagens costumam ser longas e causar náuseas.

Onde ficar

Eu diria que o mais importante em Medellín é saber onde não ficar. Fuja, de todas as formas, do Prado, nos arredores do Parque Berrío e Parque Bolívar. É uma região muito, muito esquisita. Se você quer curtir a noite, o Poblado é certamente o bairro mais indicado. Mas o melhor é sempre estar perto de uma estação de metrô, pois o sistema funciona muito bem e é possível percorrer toda a cidade.

Nós ficamos no bairro Las Colores, que não é tradicionalmente turístico, mas é um bairro residencial, tranquilo, bonito e tem uma rua principal com muitos restaurantes, lojas, supermercados, farmácias. Nos hospedamos em Sophia´s House e adoramos. A casa é enorme, muito bonita, tem piscina e cozinha. Sofia e as filhas são muito simpáticas e prestativas.

Transporte

Medellín tem um ótimo sistema de transporte, por metrôs, que não são subterrâneos. Dá para chegar em praticamente todos os lugares com o metrô. O cartão de transporte é gratuito e unificado (metrô, ônibus e teleférico).

As tarifas de táxi da cidade também são muito baratas e são definidas por taxímetro.

Segurança

Medellín já foi a cidade mais violenta do Mundo e era muito perigosa, especialmente na década de 90, após a morte de Pablo Escobar, quando deu início uma guerra entre facções criminosas. Mas faz alguns anos que a realidade na cidade mudou radicalmente. E hoje é possível fazer turismo na cidade sem se sentir inseguro. Cuidados, claro, devem ser tomados, especialmente nas regiões do centro.

Continue lendo este post:

O que fazer

Medellín é também a cidade natal de Fernando Botero, que é um dos artistas mais expressivos da Colômbia e que tem obras espalhadas por toda a cidade. Recomendo começar a visita a Medellín pela Plaza Botero, que tem obras gigantescas em bronze do artista, e depois uma visita ao Museu de Antioquia (18.000 COP), que tem em seu acervo obras de Botero e de outros artistas, que foram doadas por ele.

Museu de Antioquia
Museu de Antioquia

Quadro de Botero representando a morte de Pablo Escobar
Quadro de Botero representando a morte de Pablo Escobar

Plaza Botero
Plaza Botero

Existe um Free Walking Tour muito famoso e recomendado, que inclui o centro de Medellín. Mas que não fizemos, pois precisa reservar com antecedência. Mas uns amigos fizeram e gostaram bastante.

Uma outra região que tem muitos atrativos em Medellín é nos arredores do Jardim Botânico (entrada gratuita), bem em frente fica o Parque Explora (24.500 COP), recomendado para quem viaja com crianças e o Planetário de Medellín.

Oca no Jardim Botânico com instrumentos musicais indígenas
Oca no Jardim Botânico com instrumentos musicais indígenas

Parque Explora
Parque Explora

Outro lugar que dá para ter uma vista de toda a cidade é o Pueblito Paisa (entrada gratuita). O pueblito fica no alto do Cerro Nutibara e foi construído como um vilarejo colonial colombiano, com igrejinha, pracinha, escola de mentirinha. Nos prédios funcionam restaurantes e lojas de artesanato.

Pueblito Paisa
Pueblito Paisa

Igrejinha do Pueblito Paisa
Igrejinha do Pueblito Paisa

E, por fim, não deixem de visitar o Poblado, que é um dos bairros mais bonitos da cidade, moderno, cheio de praças, artistas, bares e restaurantes. E para quem quer curtir a noite, este é definitivamente o local.

Parque Lleras, onde estão a maior parte dos bares e restaurantes do Poblado
Parque Lleras, onde estão a maior parte dos bares e restaurantes do Poblado

Poblado
Poblado

Para onde ir depois…

De Medellín, não deixe de fazer um bate-volta ou passar pelo menos uma noite em Guatapé. Também é possível, a partir da cidade, viajar para o Eje Cafetero colombiano, que inclui a cidade de Salento. De Medellín seguimos viagem para Turbo, onde tomamos o barco para as praias de Capurganá e Sapzurro, já na fronteira com o Panamá.

* Post atualizado em 02 de novembro de 2017. 

Quer viajar para Medellín? Confira estas promoções que encontramos para você!

Reserve sua hospedagem em Medellín

Viaje tranquilo! Para isso, é imprescindível fazer um seguro viagem. Faça sua cotação com a Mondial Assistance

Viaje com internet ilimitada com o plano de dados da EasySim4u, que funciona em até 140 países.

Quer uma viagem sob medida? Contrate nosso roteiro personalizado!

* O Compartilhe Viagens se mantém com as comissões que recebemos dos programas de afiliados dos quais somos parceiros,como o Booking.com, a Rentalcars.com, Ticketbar, Mondial Assistance, Real Seguros.Você contrata o serviço desejado com empresas de confiança, sem pagar nada mais por isso, e ainda ajuda ao blog.

Bate-volta a partir de Medellín: Guatapé, a cidade da bela represa e dos zócalos

A 79 km de Medellín, também no estado da Antióquia, está o município de Guatapé, que tem belíssimas paisagens e uma cidade muito bonitinha. A cidade tornou-se um destino turístico nos anos 1970, quando recebeu um grande complexo hidroelétrico, que inundou mais de 2.200 hectares de terra. A represa, construída para abastecer Medellín, transformou a paisagem de Guatapé e é um dos principais atrativos turísticos da cidade. Conhecida como o “pueblo de los zócalos”, que são frisos na parte inferior das paredes das casas com vários tipos de desenhos. Guatapé parece uma cidade cenográfica, cheia de casas coloridas e ruas enfeitadas.

Um bate-volta que merece ser incluído em um roteiro em Medellín. Saiba como fazer.

Rua de Guatapé
Rua de Guatapé

Continuar lendo Bate-volta a partir de Medellín: Guatapé, a cidade da bela represa e dos zócalos