4 meses e 17 dias. Foi o tempo que esperamos para fazer a primeira viagem com a nossa filha, Elis. Escolhemos um destino que já conhecíamos para não ter aquela ansiedade de quem visita um lugar pela primeira vez e também que fosse
relativamente próximo de onde moramos para que pudéssemos fazer uma viagem curta. Então, decidimos pela Pousada Pedra Grande, que fica no município de Monte das Gameleiras, a 142 km de Natal-RN. Essa é uma bonita região serrana do Rio Grande do Norte, que faz divisa com a Paraíba, nas proximidades do Parque estadual da Pedra da Boca.

Nossas escolhas

– Idade do bebê: Conheço pessoas que viajam com o bebê desde 1 mês, como a Cláudia Rodrigues do blog Felipe, o Pequeno Viajante. Mas eu não quis fazer nenhum planejamento antes de Elis nascer, de quando viajaríamos com ela. Queria primeiro conhecê-la, saber como ela seria, sua rotina e como eu me adaptaria com a maternidade.

Elis no quarto da Pousada Pedra Grande
Elis no quarto da Pousada Pedra Grande

Essa foi a melhor decisão que tomei. Tive (estou ainda) num puerpério bem intenso, depois que Elis nasceu, perdi a minha avó e tivemos outras questões familiares. Elis no início sofreu muito com as cólicas e não tinha uma boa rotina de sono. Então, se tivéssemos viajado antes com ela, acho que não teria sido tão proveitoso.

Agora, aos 4 meses, ela está bem adaptada à rotina, espertinha toda, observa tudo em sua volta, demonstra interesse pelas coisas e até já está começando a sentar sozinha. Achei uma fase ótima para viajar. Ah! Como ela ainda continua em aleitamento materno exclusivo, não precisei me preocupar com a alimentação.

– O destino: Como falei no início do post, escolhemos um destino que já conhecíamos para que tivéssemos a tranquilidade de apenas aproveitar com Elis e não de querer ficar visitando vários lugares. Também foi um lugar próximo, cerca de 2 horas de carro (ela foi e veio quase todo tempo dormindo na cadeirinha).

Com papai e mamãe aproveitando o pôr do sol
Com papai e mamãe aproveitando o pôr do sol

Decidimos também pela Pousada Pedra Grande porque já conhecíamos a estrutura, o serviço e também gostamos bastante da paisagem da região. Nos meses de inverno, lá costuma fazer um frio bem incomum para o estado.

Para a primeira viagem dela, queria um lugar tranquilo e de natureza. Como ela ainda não está com idade de ir à praia (o recomendável é 6 meses), optamos pela serra.

Também, por ela ainda ser muito bebê não procuramos por uma hospedagem que tivesse atrações específicas para crianças.

Assista ao nosso vídeo da Pousada Pedra Grande:

Faça sua reserva na Pousada Pedra Grande pelo Booking.com

Fazendo pose com mamãe
Fazendo pose com mamãe

– O que levar (a mala do bebê): A princípio fiquei meio sem saber o que tanto levar e as quantidades porque normalmente viajamos com pouca bagagem e com criança é mais difícil viajar leve. Porém, acho que consegui levar o mínimo possível. Vejam o que levamos:

2 mantas (levei uma mais quente para o caso de esfriar, mas ela acabou não usando)
2 toalhas de fralda mesmo
4 fraldas piscina (levei as fraldas ecológicas que ela já costuma usar. Mas só usou uma para piscina)
1 biquíni
2 pijamas (passamos duas noites)
2 pares de roupas por dia (usou praticamente todas)
1 casaco de lã (não usou porque não esfriou muito)
3 pares de meias
8 fraldas de pano (usou praticamente todas)
22 fraldas descartáveis (errei feio na quantidade, pois nunca tinha contado quantas ela usa por dia. Ela usou um pouco mais do que a metade do que levamos. Mas nesse caso, melhor sobrar do que faltar, pois lá não teria um lugar muito próximo para comprar).
Carrinho (usamos para colocá-la enquanto fazíamos as refeições)
Piscininha inflável (como ela ainda tem menos de 6 meses e não é recomendável entrar na piscina com cloro, levamos uma piscininha inflável, que ela adorou)
Brinquedinhos (colocar alguns na cadeirinha do carro) e mordedores

Não levamos berço nem banheira.

Como Elis ainda mama muito na madrugada, fazemos cama compartilhada em parte da noite. Então, ela está acostumada a dormir de cama. Mas levei, um acolchoado do carrinho que tem o formato do corpo e deixou ela mais confortável na cama.

Também ela já tinha tido algumas experiências de banho no chuveiro e, durante a viagem, tomou todos os banhos dessa forma. Mas poderíamos ter usado também a piscininha, se quiséssemos.

Para os bebês que dormem sempre no berço, os pais podem perguntar ao hotel ou pousada se eles oferecem bercinho.

– Dicas e cuidados:

Dormindo no colo do papai, enquanto mamãe aproveitava a piscina
Dormindo no colo do papai, enquanto mamãe aproveitava a piscina

– Antes de viajar, perguntamos ao pediatra se ela estava liberada, se tinha alguma recomendação e ele falou que estava tudo bem. Levamos apenas os medicamentos que ele já havia recomendado em caso de dor, febre, gases e incômodo causado pelos dentes. Além disso, apenas um termômetro.

– Como viajamos de carro, claro, é preciso verificar se está tudo ok com o veículo e obviamente o bebê tem que viajar seguro na cadeirinha. Sempre antes de sair, amamento ela, mas também fizemos paradas no caminho para ela mamar. Pegamos a estrada em horários próximos ao cochilo, então, ela dormiu mais facilmente.

Em viagens de carro com o bebê é recomendável fazer paradas para que ele não fique na mesma posição muito tempo, especialmente, se for mais novinho, quando não tem controle do pescoço e a cabeça faz peso sobre na coluna. E também para amamentar, pois não é seguro amamentar com o carro em movimento.

– Para que o bebê aproveite melhor a viagem, o ideal é seguir com a rotina que ele tem em casa, claro, fazendo as adaptações necessárias. Por exemplo, Elis dorme sempre a cada 2 horas. Então, mantivemos isso, mesmo que algumas vezes não estivéssemos no quarto. Deixávamos ela dormindo no colo mesmo, pois ela não é muito fã do carrinho. Mas para os bebês que são mais acostumados a dormir no carrinho, acredito que seja mais tranquilo ainda.

A nossa experiência

Vendo o pavão no viveiro da pousada
Vendo o pavão no viveiro da pousada

Para viajar com um bebê acho que temos que diminuir as expectativas, desacelerar o ritmo e simplificar a viagem. Flexibilidade é a palavra de ordem porque acho que em primeiro lugar tem que ser o bem estar do bebê.

Elis, no seu primeiro pôr do sol
Elis, no seu primeiro pôr do sol

Por tudo isso, a viagem foi bem mais tranquila do que esperei. Sempre que ela estava incomodada no trajeto do carro, fizemos uma parada, acalmamos ela.

Primeiro banho de piscininha
Primeiro banho de piscininha

Na pousada, ela pareceu se divertir bastante, observando tudo, desde o teto do quarto, a decoração do restaurante, as plantas, animais (lá tem um viveiro de pássaros, pavão, galinhas, porquinhos da índia), tomou banho de piscininha e pisou na grama pela primeira vez, assistiu ao pôr do sol com a gente (o que foi uma vitória, pois ela sempre dorme antes) e até nos acompanhou no jantar (que tinha que ser às 18h para que ela pudesse dormir em seguida).

Elis também adorou ver outras pessoas e foi sempre simpática com quem brincava com ela.

Teve tanto estímulo em dois dias que digo que voltou outro bebê.

A primeira vez pisando na grama
A primeira vez pisando na grama

Acredito que o único incômodo que ela teve foi o calor da tarde, pois nessa época, estava bastante calor e mesmo com o ar condicionado, ela ficou um pouco irritada. Mas nada que não aconteça em casa também.

Ficamos o tempo quase todo na pousada, saímos apenas para visitar a capela de São José, que fica na comunidade vizinha e em um dos dias, almoçamos em outra pousada, Villas da Serra, que fica no município vizinho, Serra de São Bento. Essa também é uma pousada excelente, que fica com vista para o Parque da Pedra da Boca. Aproveitei a piscina de lá (eles aceitam Day Use com consumação mínima de R$ 50 por pessoa), pois na nossa pousada estava em reforma.

Capela São José
Capela São José
Piscina da pousada Villas da Serra
Piscina da pousada Villas da Serra

Assista ao vídeo que fizemos do Parque estadual da Pedra da Boca, filmado da divisa do RN com a Paraíba:

A região toda é muito bonita e tem uns atrativos bem interessantes, mas que já exploramos outras vezes (já escrevi em outros posts) e dessa vez, queríamos mais era descansar e curtir nossa menina.

Foi uma experiência inesquecível, mal posso esperar pela próxima. <3


Comentários

  • Édipo Elder

    Dicas anotadas! Só esperar um ano e meio que vou usá-las!