Hostel que nos hospedaremos em Cingapura
Hostel que nos hospedaremos em Cingapura

Muita gente tem me perguntado como será nossa hospedagem durante a nossa Volta ao Mundo. E quando eu respondo albergue, a reação nem sempre é das melhores. A verdade é que algumas pessoas têm um certo preconceito com esse tipo de hospedagem e acho que isso começa desde a nomenclatura, pois em português brasileiro albergue é utilizado tanto para hostels, que são as “pousadas” dos jovens, quanto para abrigo de moradores de rua.

Nós vamos economizar, mas não é para tanto, então, os albergues que vamos ficar são os hostels, claro! Risos!! 

Sim! Porque hostels são mais baratos, mas também porque é uma oportunidade para fazermos amizades com gente do mundo todo e também nos hostels podemos cozinhar, lavar roupas e uma série de outras coisas que dificilmente poderíamos fazer em hotéis.

E muita gente não sabe, mas os hostels também oferecem quartos privativos de casal ou solteiro. Só que claro, estes são os mais caros. Portanto, vamos alternar entre quartos compartilhados e privativos. Nas cidades mais caras como Londres, vamos dividir o quarto com muita gente, quase 20. Já em outras mais baratas, como as cidades do Sudeste Asiático, teremos um quarto só para nós.

E tenho que contar um segredo a vocês: nós nunca nos hospedamos em hostels! Então, essa será mais uma nova experiência que teremos em nossa Volta ao Mundo e que acredito será muito interessante.

Escolha dos hostels

Não reservamos e nem reservaremos toda hospedagem de uma vez, será a medida em que a viagem for acontecendo. Mas já reservamos os hostels das primeiras cidades, Londres e Cingapura.

Os critérios que usamos para escolha foram: avaliação de pessoas que se hospedaram, localização e preço.  E claro, se tem wi-fi grátis para poder atualizar o blog!

Pesquisamos sempre em mais de um site, HostelBookers, HostelWorld, Booking.com, pois, às vezes, há diferença de preço do mesmo hostel.

E com muita paciência dá para encontrar lugares bacanas com bons preços. Em Londres, que é uma cidade caríssima, uma das mais caras da nossa viagem, conseguimos cama em um hostel super bem localizado, por R$ 54. Mass, em outras cidades, gastaremos bem menos.

Nosso hostel em Londres é também um pub!
Nosso hostel em Londres é também um pub!
TV Lounge do hostel que nos hospedaremos em Cingapura
TV Lounge do hostel que nos hospedaremos em Cingapura

Couchsurfing

Os hostels serão a principal, mas não nossa única opção de hospedagem. Nós também vamos solicitar “sofás” no Couchsurfing, que já expliquei o que é neste post.  Só que deixaremos essa alternativa para as cidades maiores e mais caras. Em cidades mais baratas, como as do Sudeste Asiático, entraremos em contato com participantes do CS para nos encontrar, apresentar a cidade para a gente, sair à noite. E assim, poderemos conhecer melhor as pessoas e a cultura de cada lugar que visitaremos.

Casa de familiares e amigos

Nós também temos alguns familiares e amigos em cidades da Europa, que será nossa última parada da Volta ao Mundo. Depois de tanto tempo na estrada será maravilhoso encontrá-los!! E, uma em especial estou morrendo de saudades, a pequena Laia, filha da minha prima Suzy, que encontramos no ano passado em nossa ida a Barcelona.

Aeroportos

Em algumas noites, nossa cama será algum confortável banco de aeroporto. É que para economizar, reservamos alguns voos noturnos e até a hora do embarque, tiraremos um cochilo no aeroporto. Deverá acontecer o mesmo com passagens de trens e ônibus.

Tem algum hostel para recomendar para a gente? Alguma dica de hospedagem? Comente!

Quer saber mais sobre nossa Volta ao Mundo? Leia outros posts aqui.


Comentários

  • É isso mesmo! Durante nossa volta ao mundo fizemos exatamente assim. Hostels em países caros, como Inglaterra, França e Nova Zelândia, e mais privacidade em países baratos. Na Indonésia ficamos um hotel charmoso, com piscina e um chalé. Tudo por apenas R$ 7 por pessoa. Inacreditável!
    Essa viagem de você já começou a me dar saudade da minha =p hehehehe

    • Oi Rafael,

      Eu imagino que não deve ser fácil a vida pós Volta ao Mundo, tenho até medo, mas é melhor sentir essa saudadezinha do que nunca ter vivido tudo isso!! Espero que a minha viagem seja tão incrível quanto a de vocês! E essa saudade também é boa para inspirar a próxima viagem, né? Você tem o nome desse hotel da Indonésia, foi em Ubud? 🙂

  • Oi
    Parabéns pela coragem! Certamente esse é o sonho de muita gente.
    Venho dar uma dica de hospedagem. Vocês conhecem o Air Bnb? Acredito que sim não é? Sei que alugar um apartamento às vezes não é muito barato, mas porque não alugar um quarto na casa de pessoas? Muitas vezes mais barato que os hostels. Eu e meu marido tivemos uma ótima experiência com esse tipo de hospedagem em NY.
    Espero ter ajudado
    Dani Bispo

    • Oi Dani,

      Eu sei conheço o site do Air Bnb, mas nunca usei o serviço, mas vou analisar essa possibilidade sim, principalmente, nos EUA! Obrigada pela dica e pela visita!

      bjus