Aracaju (SE): dicas e roteiro para 2 dias só com atrações gratuitas

Aracaju é uma cidade que surpreende. Capital mais jovem do Nordeste, com apenas 161 anos (fundada em março de 1855), nasceu planejada e mantém-se organizada. A cidade, hoje, não se resume aos traços de um tabuleiro de xadrez, como foi pensada, mas a medida que foi crescendo, foi buscando soluções que a deixam ainda mais bonita e os visitantes com vontade de se mudar para lá. Banhada pelo rio Sergipe e pelo mar, Aracaju não resume suas atrações às belezas naturais e oferece opções que agradam turistas dos mais diversos interesses. Aracaju foi, para mim, uma grata surpresa e, neste post, compartilho algumas dicas e sugestão de roteiro para 2 dias só com atrações gratuitas.

Passarela do Caranguejo, Orla de Atalaia
Passarela do Caranguejo, Orla de Atalaia

Continuar lendo Aracaju (SE): dicas e roteiro para 2 dias só com atrações gratuitas


Programação do Carnaval em Natal-RN

Por muitos anos, Natal era uma cidade que ficava deserta no Carnaval, pois os blocos de rua tinham se enfraquecido ao longo do tempo e a programação carnavalesca era bem modesta. Os natalenses costumavam viajar para o interior ou para as praias do litoral Sul e Norte e quem ficava na cidade era para descansar. Mas, nos últimos anos, a cidade tem recuperado o gosto pela folia, os blocos de rua começaram a ressurgir e atrações nacionais e locais se apresentam à noite em palcos, espalhados em vários pontos da cidade.

Se você estiver em Natal no Carnaval 2017, poderá aproveitar a praia durante o dia, sair num bloquinho no fim de tarde e assistir a um dos shows à noite. Confira a programação:

Continuar lendo Programação do Carnaval em Natal-RN


Ilha de Boipeba, Bahia: como chegar, onde ficar, praias e passeios

Vizinha à ilha de Tinharé, onde fica a badalada Morro de São Paulo, a Ilha de Boipeba é um paraíso repleto de belas praias (sabe aquelas fotos de descanso de tela de computador? Bem nesse estilo!), corais, rios, manguezais, e ainda consegue preservar o ritmo de vilarejo praiano. Assim, Boipeba agrada os turistas que curtem natureza e lugares sossegados. Além disso, o custo de Boipeba é menor do que de Morro. A única coisa que lamento da nossa ida a Boipeba foi ter ficado pouco tempo. Ficou com vontade de conhecer esse paraíso? Saiba como chegar, onde ficar, as praias e passeios.

Ilha de Boipeba
Praia de Bainema, Ilha de Boipeba

Continuar lendo Ilha de Boipeba, Bahia: como chegar, onde ficar, praias e passeios


Bahia – Passeio de volta à ilha de Boipeba tem paisagens espetaculares e piscinas naturais cristalinas

Se eu tivesse que dar apenas uma dica sobre o que fazer na ilha de Boipeba seria: faça o passeio de volta à ilha! Diferente do volta à ilha de Morro de São Paulo, que foi uma decepção para nós, o passeio de Boipeba nos rendeu um dia perfeito, com paisagens cinematográficas, piscinas naturais cristalinas, um almoço farto e delicioso e um pôr do sol arrebatador. O passeio dura um dia inteiro e é ótimo para quem tem pouco tempo para conhecer a ilha ou para fazer um reconhecimento nos primeiros dias.

Praia de Bainema, ilha de Boipeba
Praia de Bainema, ilha de Boipeba

Continuar lendo Bahia – Passeio de volta à ilha de Boipeba tem paisagens espetaculares e piscinas naturais cristalinas


3 dias em Morro de São Paulo (Bahia)

Depois dos dias na Chapada Diamantina, tivemos um descanso merecido no litoral baiano, em Morro de São Paulo e Boipeba. Começamos por Morro, que é a mais famosa e badalada, e depois fomos para a sossegada Boipeba. Em Morro de São Paulo ficamos 3 noites e compartilho com vocês nosso roteiro e dicas de como chegar e onde ficar.

Vista do Mirante de Morro de São Paulo
Vista do Mirante de Morro de São Paulo

Continuar lendo 3 dias em Morro de São Paulo (Bahia)


O que fazer em Lençóis, cidade base para conhecer a Chapada Diamantina

A região da Chapada Diamantina é formada por 24 municípios e vários distritos. O mais turístico deles é Lençóis, base para a maioria dos visitantes da Chapada. A cidade, fundada no século 19, após a descoberta de jazidas de diamantes na região, tem o charme de suas construções históricas, uma boa estrutura de hospedagem, restaurantes e agências de viagem. Também é a mais próxima dos principais atrativos do Parque Nacional. Entre um passeio e outro, você poderá conhecer a cidade. Neste post, listei o que tem para fazer em Lençóis e outras dicas.

Rua da Baderna
Rua da Baderna

Continuar lendo O que fazer em Lençóis, cidade base para conhecer a Chapada Diamantina


Chapada Diamantina: Roteiro – Poço Azul, partindo de Lençóis

Entre os atrativos da Chapada Diamantina estão as grutas e os poços. O mais famoso é o Poço Azul, que além da tonalidade incrível da água, com boa visibilidade praticamente o ano todo, é possível nadar nele. A sensação que tive ao entrar no Poço Azul foi de estar flutuando no céu. O Poço Azul fica a 1h30 de carro de Lençóis, no município de Nova Redenção.

O Poço Azul tem de 4 a 21 metros de profundidade
O Poço Azul tem de 4 a 21 metros de profundidade

Continuar lendo Chapada Diamantina: Roteiro – Poço Azul, partindo de Lençóis


Chapada Diamantina: Roteiro- Cemitério Bizantino e Cachoeira do Buracão, bate-volta a partir de Lençóis

A Cachoeira do Buracão foi a mais espetacular que vimos na Chapada Diamantina e também um dos melhores passeios do nosso roteiro de 5 dias. A cachoeira fica no município de Ibicoara e fazer um bate-volta a partir de Lençóis, a 225km de distância, não é o ideal, mas é viável. Foram quase 8h de viagem no total, mas que valeram a pena, afinal, já tínhamos vindo de muito mais longe. No caminho, ainda fizemos uma parada no curioso Cemitério Bizantino, que fica na estrada, na altura do município de Mucugê.

 

Cachoeira do Buracão
Cachoeira do Buracão

 

Para conseguir fazer o bate-volta é imprescindível sair muito cedo de Lençóis. Nós saímos às 7h (mas é preferível sair ainda mais cedo). A primeira parada foi no Cemitério Bizantino, que fica a cerca de 2h de Lençóis. Continuar lendo Chapada Diamantina: Roteiro- Cemitério Bizantino e Cachoeira do Buracão, bate-volta a partir de Lençóis