De Santiago ao Rio de Janeiro – dia 1º embarcaremos para um novo mochilão pela América do Sul

Segunda-feira (1), embarcaremos para Santiago do Chile para o nosso próximo mochilão. Que saudades que estou de colocar a mochila nas costas! Nossas últimas viagens não foram exatamente mochilões e apesar de terem sido maravilhosas, a sensação de mochilar é completamente diferente.

A começar que tudo que sabemos é que chegaremos por Santiago e voltaremos pelo Rio de Janeiro. O rolé vai ser grande! haha A princípio, não íamos comprar passagem de volta, mas Fred tem prazos do mestrado a cumprir, por isso, deveremos voltar no início de junho. Então, serão aproximadamente 40 dias de mochilão e teremos a companhia maravilhosa de Juliane Boll, a alemã mais brasileira que você respeita, que estará encerrando sua viagem de volta ao mundo de 8 meses. Para quem não sabe, Julie assina a série #Worldlust aqui no Compartilhe Viagens e é nossa sócia na versão do blog em inglês Share Journeys. Continuar lendo De Santiago ao Rio de Janeiro – dia 1º embarcaremos para um novo mochilão pela América do Sul


Belo Horizonte: o que fazer em 2 dias

Belo Horizonte é a principal porta de entrada para quem visita Minas Gerais, mas muita gente vê a cidade apenas como uma base para viajar por cidades históricas nos arredores ou alguns dos muitos parques naturais de Minas. No entanto, BH tem também muito a oferecer a turistas. E não estou falando só de boa comida e bebidas. =) A cidade, que foi uma das primeiras capitais planejadas do Brasil e hoje é um grande centro urbano com 2,5 milhões de habitantes, tem belas praças, parques urbanos e muitos museus, sem falar nos mercados, feirinhas e, claro, os botecos. Dois dias é o mínimo necessário para conhecer Belo Horizonte. Saiba o que fazer em, pelo menos, 2 dias em BH: Continuar lendo Belo Horizonte: o que fazer em 2 dias


Piranhas, Alagoas: cidade base para conhecer os Cânions do São Francisco

Piranhas, no Oeste de Alagoas, divisa com Sergipe, é uma cidade muito charmosa, com seu centro histórico às margens do rio São Francisco e também cheia de história. Esteve nos Caminhos do Imperador, quando Dom Pedro II fez uma expedição pelo Rio São Francisco, em 1859, e também foi a cidade onde foram expostas as cabeças de Lampião, Maria Bonita e outros 9 cangaceiros logo após terem sido mortos. Hoje, Piranhas é uma cidade turística, cheia de opções de hospedagens, restaurantes, bares e museus. E foi a nossa escolha de cidade base para conhecermos os Cânions do São Francisco.

Centro histórico de Piranhas, Alagoas
Centro histórico de Piranhas, Alagoas

Continuar lendo Piranhas, Alagoas: cidade base para conhecer os Cânions do São Francisco


Rota do Cangaço: passeio pelo rio São Francisco e trilha até o local onde Lampião e seu bando foram mortos

Se não for o mais famoso, Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, é, provavelmente, o mais controverso dos personagens nordestinos. Alguns o têm como um Robin Hood, outros, como um bandido violento. De personagens históricos a folclóricos, Lampião e seus cangaceiros, alguns deles são tidos até como santos, despertam ainda hoje, a curiosidade de muita gente. Na “Rota do Cangaço” conhecemos o final trágico de sua história. O passeio parte do município de Piranhas, Alagoas, onde descemos o rio São Francisco de lancha até a Fazenda Angicos para fazer a trilha que leva até o local onde Lampião, sua companheira, Maria Bonita e mais nove cangaceiros foram mortos.

A princípio, a ideia do passeio me pareceu um pouco mórbida, mas a Rota do Cangaço, além de ser um passeio pela história e cultura nordestinas, também inclui paisagens muito bonitas, como o vilarejo de Entremontes. Na Fazenda Angicos funciona um restaurante com uma ótima estrutura e ponto para banho no rio São Francisco.

Reflexo no Rio São Francisco
Reflexo no Rio São Francisco

Continuar lendo Rota do Cangaço: passeio pelo rio São Francisco e trilha até o local onde Lampião e seu bando foram mortos


Aracaju (SE): dicas e roteiro para 2 dias só com atrações gratuitas

Aracaju é uma cidade que surpreende. Capital mais jovem do Nordeste, com apenas 161 anos (fundada em março de 1855), nasceu planejada e mantém-se organizada. A cidade, hoje, não se resume aos traços de um tabuleiro de xadrez, como foi pensada, mas a medida que foi crescendo, foi buscando soluções que a deixam ainda mais bonita e os visitantes com vontade de se mudar para lá. Banhada pelo rio Sergipe e pelo mar, Aracaju não resume suas atrações às belezas naturais e oferece opções que agradam turistas dos mais diversos interesses. Aracaju foi, para mim, uma grata surpresa e, neste post, compartilho algumas dicas e sugestão de roteiro para 2 dias só com atrações gratuitas.

Passarela do Caranguejo, Orla de Atalaia
Passarela do Caranguejo, Orla de Atalaia

Continuar lendo Aracaju (SE): dicas e roteiro para 2 dias só com atrações gratuitas


Programação do Carnaval em Natal-RN

Por muitos anos, Natal era uma cidade que ficava deserta no Carnaval, pois os blocos de rua tinham se enfraquecido ao longo do tempo e a programação carnavalesca era bem modesta. Os natalenses costumavam viajar para o interior ou para as praias do litoral Sul e Norte e quem ficava na cidade era para descansar. Mas, nos últimos anos, a cidade tem recuperado o gosto pela folia, os blocos de rua começaram a ressurgir e atrações nacionais e locais se apresentam à noite em palcos, espalhados em vários pontos da cidade.

Se você estiver em Natal no Carnaval 2017, poderá aproveitar a praia durante o dia, sair num bloquinho no fim de tarde e assistir a um dos shows à noite. Confira a programação:

Continuar lendo Programação do Carnaval em Natal-RN


Ilha de Boipeba, Bahia: como chegar, onde ficar, praias e passeios

Vizinha à ilha de Tinharé, onde fica a badalada Morro de São Paulo, a Ilha de Boipeba é um paraíso repleto de belas praias (sabe aquelas fotos de descanso de tela de computador? Bem nesse estilo!), corais, rios, manguezais, e ainda consegue preservar o ritmo de vilarejo praiano. Assim, Boipeba agrada os turistas que curtem natureza e lugares sossegados. Além disso, o custo de Boipeba é menor do que de Morro. A única coisa que lamento da nossa ida a Boipeba foi ter ficado pouco tempo. Ficou com vontade de conhecer esse paraíso? Saiba como chegar, onde ficar, as praias e passeios.

Ilha de Boipeba
Praia de Bainema, Ilha de Boipeba

Continuar lendo Ilha de Boipeba, Bahia: como chegar, onde ficar, praias e passeios


Bahia – Passeio de volta à ilha de Boipeba tem paisagens espetaculares e piscinas naturais cristalinas

Se eu tivesse que dar apenas uma dica sobre o que fazer na ilha de Boipeba seria: faça o passeio de volta à ilha! Diferente do volta à ilha de Morro de São Paulo, que foi uma decepção para nós, o passeio de Boipeba nos rendeu um dia perfeito, com paisagens cinematográficas, piscinas naturais cristalinas, um almoço farto e delicioso e um pôr do sol arrebatador. O passeio dura um dia inteiro e é ótimo para quem tem pouco tempo para conhecer a ilha ou para fazer um reconhecimento nos primeiros dias.

Praia de Bainema, ilha de Boipeba
Praia de Bainema, ilha de Boipeba

Continuar lendo Bahia – Passeio de volta à ilha de Boipeba tem paisagens espetaculares e piscinas naturais cristalinas