Em nosso roteiro de 10 dias de carro pela Croácia, tivemos que escolher bem os lugares que íamos visitar. Afinal, num país tão lindo é difícil eleger as prioridades. E como viajamos no verão, não podiam faltar praias. Algumas das mais bonitas encontramos na ilha de Hvar, na costa da Dalmácia, que é um destinos mais procurados no verão europeu. Além das praias de águas cristalinas, Hvar também têm vilarejos com centro históricos muito bem preservados, inclusive, fica lá a primeira cidade da Croácia, Stari Grad, que é uma das mais antigas da Europa. Para completar, Hvar é um destino famoso pelas baladas. Nós ficamos 3 dias em Hvar, tempo que considero mínimo para aproveitar um pouco de cada coisa que esta ilha apaixonante tem a oferecer. Compartilho neste post dicas de como chegar, onde ficar e o que fazer. E vou logo avisando que o difícil é querer ir embora de Hvar.

Como chegar

Hvar é uma ilha na costa da Dalmácia e a forma mais comum de chegar lá é via ferry, que transporta passageiros e também carros.

Ferry para Hvar
Ferry para Hvar

Existem duas rotas mais frequentes: Split – Stari Grad e Drvenik – Sucuraj. O primeiro trecho é bem mais distante, levando 2 horas de viagem, enquanto o segundo é de apenas 35 minutos. Também, por isso, o ferry que sai de Slipt custa bem mais caro (Baixa estação: 39 kunas por pessoa/ 265 kunas por carro. Alta estação: 47 kunas por pessoa/318 kunas o carro), quase o triplo do preço do que sai de Drvenik (Baixa estação: 13 kunas por pessoa/ 90 kunas por carro. Alta estação: 16 kunas por pessoa/108 kunas o carro).

Ferry chegando no porto de Sucuraj
Ferry chegando no porto de Sucuraj

Na baixa estação, Slipt tem entre 3 e 4 partidas de ferries e de 5 a 7, na alta temporada. Já Drvenik tem 6 a 7 partidas na baixa estação, e entre 12 e 20 na alta.

Chegando em Sucuraj, Hvar
Chegando em Sucuraj, Hvar

Como estávamos de carro e viajando na alta estação, optamos por pegar o ferry em Drvenik, o que compensou mesmo estando hospedados em Hvar City. E, portanto, tivemos que fazer o trecho de carro dentro da ilha de Sucuraj até Hvar City, o que levou em torno de 1h10 minutos. De Stari Grad para Hvar City são cerca de 40 minutos. Foi muito bom também para conhecermos o restante da ilha e outros vilarejos de Hvar. Se tiver tempo, pode aproveitar este trecho de ida para parar em algumas praias também. A viagem é tranquila e cheia de belas paisagens! Lembrem-se de abastecer o carro antes de pegar o ferry.

Como depois de Hvar, íamos para Dubrovnik, que fica mais ao sul, também compensou sairmos da ilha pelo porto de Sucuraj. Mas caso fossemos para Zadar ou Zagreb, talvez, valesse a pena retornar por Slipt. A distância de carro de Split a Drvenik é de mais ou menos 1h40.

Valores dos ferries:

Baixa estação:

http://www.jadrolinija.hr/docs/default-source/cjenici/lokalne-linije/cijene-vansezona17/splitsko-okruzje-17.pdf?sfvrsn=2  

Alta estação:

http://www.jadrolinija.hr/docs/default-source/cjenici/lokalne-linije/cijene-vansezona17/stcijene—2017.pdf?sfvrsn=2

O ticket do ferry pode ser comprado no porto ou online: http://www.jadrolinija.hr/en/

Onde ficar

Hvar tem vários vilarejos. O maior deles é Hvar City, no Norte da ilha, onde estão a maioria das opções de hospedagem, agências de passeios, restaurantes e baladas. Portanto, é a melhor opção de onde ficar para quem visita a ilha pela primeira vez.

Vista da varanda do nosso quarto em Hvar
Vista da varanda do nosso quarto em Hvar

Como viajamos em pleno verão europeu, os preços de hospedagem dentro do centro histórico estavam altos. Então, optamos por um quarto no Apartments Mićić, que fica a 200 metros do centro histórico. O nosso quarto era bem amplo e equipado com ar-condicionado, banheiro privativo e cozinha. Tinha também uma varanda com mesinha e uma bela vista para o centro histórico.

Reserve sua hospedagem em Hvar

*O Compartilhe Viagens participa de um programa de afiliados do Booking.com, por meio do qual é possível reservar hotéis  com descontos e segurança e ainda ajudar ao blog se manter. Nós recebemos uma pequena comissão e você não paga nada mais por isso.

O que fazer

Vilas

Stari Grad

Stari Grad, Hvar
Stari Grad, Hvar

Na ilha de Hvar fica a cidade mais antiga da Croácia e um das mais antigas da Europa, Stari Grad, tendo sido fundada pelos gregos em 384 aC, com o nome de Pharos. Pela sua importância histórica e preservação, o centro histórico de Stari Grad é declarado Patrimônio Mundial da Unesco.

Stari Grad é uma das cidades mais antigas da Europa
Stari Grad é uma das cidades mais antigas da Europa

Stari Grad é a vila onde chegam os ferries de Slipt. Se desembarcar por aí, já pode aproveitar para conhecer o centro histórico desta vila.

Stari Grad, Hvar
Stari Grad, Hvar

Entre os locais de visitação mais importantes de Stari Grad estão as igrejas de São João (Sv Ivan), São Roque (Sv Roko), de Santo Estêvão (Sv Stjepan), São Pedro Mártir (Sv Petar Mučenik), São Nicolas (Sv Nikola) e Santa Lúcia (Sv Lucija).

Hvar City

Praça de Santo Estêvão, Hvar
Praça de Santo Estêvão, Hvar

Já Hvar City tem um centro histórico que remonta o período medieval, construído pelos venezianos. Durantes os séculos 13 e 18, o porto foi uma importante base naval e comercial da região. Além de ser também um importante centro cultural.

Teatro de Hvar, um dos mais antigos da Europa
Teatro de Hvar, um dos mais antigos da Europa

Como a maioria das pessoas se hospedam em Hvar City, passear pelo centro histórico com suas ruas de mármore é inevitável. E é tão bonito e preservado que parece cidade cenográfica. É importante prestar atenção e visitar alguns prédios históricos como: a Praça e a igreja de Santo Estêvão , o teatro (1612) que é um dos mais antigos da Europa, a casa de verão do poeta Hannibal Lucic, a Loggia veneziana, o Mosteiro franciscano e as igrejas do Espírito Santo (Crkva Svetog Duka), de Nossa Senhora de Kruvenica (Crkva Gospe od Kruvenice), de Stella Maris (Crkva Gospe na Fabrici), de São Marcos (Crkva Sv Marka) e a de Santo Antônio (Crkva Sv Antuna Opata).

Loggia veneziana, Hvar
Loggia veneziana, Hvar

Uma visita imperdível no centro histórico de Hvar City é o forte que fica no ponto mais alto das muralhas. O ideal é ir no fim da tarde e ver o pôr do sol de lá. Construído entre os séculos 13 e 16, é chamado de Fortica ou Spanjola.

Spanjola com vista para as ilhas Pakleni
Spanjola com vista para as ilhas Pakleni

Da praça de Santo Estêvão até o forte são uns 15 a 20 minutos de caminhada. A entrada é paga. Nós pagamos 30 kunas para cada, em julho de 2016.

Vista do Spanjola para as ilhas Pakleni e centro histórico de Hvar
Vista do Spanjola para as ilhas Pakleni e centro histórico de Hvar

Do alto do forte é possível ter uma vista panorâmica de tirar o fôlego para o centro histórico e as ilhas Pakleni.

Jelsa

Centro histórico de Jelsa
Centro histórico de Jelsa

Jelsa é outra vila de Hvar que tem um bonito centro histórico, além de belas praias. Em Jelsa tem também bastante opções de hospedagens, restaurantes e cafés. Se você busca mais tranquilidade, pode ser uma boa opção de onde ficar.   

Outras vilas de Hvar são Milna, Zarace, Velo Grabje, Sv Nedjelja, Brusje, Vrboska e Sucuraj, que foi porto onde chegamos.

Praias e ilhas de Pakleni

Quem viaja para Hvar, sem dúvida, está interessado nas belas praias da ilha. São tantas que o difícil é realmente escolher. É importante lembrar que as praias de Hvar tem uma água translúcida maravilhosa em tons de azul, mas não são de areia e, sim pedras.

Praia Dubovica, Hvar
Praia Dubovica, Hvar

Algumas praias que visitamos em Hvar e que estão entre as mais bonitas são: Dubovica e Milna. Também fomos a umas prainhas em Jelsa. Em Hvar City também tem várias prainhas.

Milna, Hvar
Milna, Hvar

Mas, sem dúvida, algumas das praias mais bonitas você irá encontrar nas ilhas Pakleni, que ficam em frente a Hvar City.

Palmizana, Pakleni
Palmizana, Pakleni

No píer do centro histórico existem várias empresas que oferecem as seguintes opções:

– Passeios com paradas em várias praias da ilha;

– Aluguel de barquinho (não precisam ter habilitação e eles ensinam a pilotar na hora);

Quem escolheu essa opção foi a Carla Boechat do Fui, Contei e Gostei e ela contou como foi neste post: http://fuigosteicontei.com.br/hvar-croacia-o-que-fazer-na-melhor-cidade-do-verao-croata/

– A outra opção, que é a mais barata, é pagar apenas o trecho ida e volta do barco para alguma das praias da ilha. Nós escolhemos ir para Palmizana. E saiu por 60 kunas ida e volta para cada.

Prainha na ilha principal de Pakleni
Prainha na ilha principal de Pakleni

Palmizana fica na maior ilha do arquipélago Pakleni e de lá dá para ir caminhando para outras praias. Algumas são praticamente desertas. O ideal é passar o dia inteiro nas ilhas e é recomendável levar uns lanchinhos, pois lá tem alguns restaurantes e bares, mas obviamente tudo é mais caro do que em Hvar City.

Noite

Hvar é conhecida por ter uma noite animada. No centro histórico tem muitos bares, restaurantes com música ao vivo e também boates e baladas na praia.

Central Park, Hvar
Central Park, Hvar

Um dos restaurantes que fomos que tinha uma música ao vivo muito boa foi o Central Park, que fica quase ao lado da Loggia. Mas na mesma ruazinha dele tem vários outros restaurantes.

Hula-hula, Hvar
Hula-hula, Hvar

Para assistir o pôr do sol, o Hula Hula Bar  é o mais famoso. É bom chegar cedo porque o lugar lota e ao anoitecer já tá todo mundo mucho loco. No fim de tarde sempre tem Djs. E a atmosfera não é nada zen, pelo contrário, é de muita badalação.

Como organizamos o nosso roteiro de 3 dias?

Dia 1

Chegando em Sucuraj
Chegando em Sucuraj

No primeiro dia fomos do porto de Drvenik a Sucuraj e dirigimos tranquilos até Hvar City, fazendo paradas, entre elas, na praia de Milna. A tarde e à noite, aproveitamos para passear no centro histórico de Hvar City. À noite, jantamos no Central Park.

Dia 2

Paisagens das ilhas Pakleni
Paisagens das ilhas Pakleni

Tiramos esse dia para conhecer as ilhas Pakleni. Pegamos o barco de ida e volta para Palmizana e de lá caminhamos para outras prainhas.

No fim de tarde, visitamos o Forte Spanjola e aproveitamos para ver o pôr do sol e o anoitecer de lá.

Dia 3

Dubovica
Dubovica

Em nosso último dia, aproveitamos para conhecer os centro históricos de Stari Grad e Jelsa. Fomos também a uma prainha de Jelsa que fica em um camping e na volta para Hvar City, fomos a praia de Dubovica.

No fim de tarde, fomos assistir o pôr do sol e curtir à noite no Hula Hula.

No dia seguinte, acordamos cedo para voltar até o porto de Sucuraj e pegar o ferry de volta para Drvenik e seguirmos viagem para Dubrovnik.

Leia também:

Croácia: roteiro de 2 dias em Dubrovnik

Viaje tranquilo:


Comentários