Home » Brasil » Nordeste » Conheça os cenários reais da novela Flor do Caribe no Rio Grande do Norte

Conheça os cenários reais da novela Flor do Caribe no Rio Grande do Norte

O Brasil inteiro babou com as cenas do primeiro capítulo da nova novela das 6 da Rede Globo, que estreou nesta segunda-feira. Flor do Caribe apresentou cenas belíssimas do Rio Grande do Norte, por céu, terra e mar.

A novela se passa na cidade fictícia de Vila dos Ventos, situada no RN. Na verdade, a Vila é nada mais nada menos que a reunião dos principais cartões postais do estado, com o mais lindos lugares do litoral Norte, Sul, Costa Branca e Seridó.

E tal qual o Rio Grande do Norte real, a diversão em Vila dos Ventos fica por conta das atrações locais: passeio de buggy, com ou sem emoção (manobras radicais); passeio de barco; passeio de jangada; passeio de dromedário; “aerobunda” (tirolesa) e “esquibunda”, além de atividades esportivas como o kitesurf e windsurf.

A trama tem como protagonistas, Grazi Massafera, como a bugueira Ester; Henri Castelli, que faz um conceituado piloto da Base Aérea de Natal, que formam o par romântico da novela e Igor Rickli, que fará o vilão Alberto, neto do presidente do grupo Albuquerque, cujos negócios incluem a produção/exportação de sal e mineração de tungstênio e diamante.

As cenas de Flor do Caribe foram gravadas nas praias de Pipa, Genipabu, Baía Formosa, Dunas do Rosado, Barra do Cunhaú, Currais Novos e claro, Natal. Irei apresentar um pouco das potencialidades de cada um desses lugares só para vocês ficarem com vontade de sair correndo para conhecer a minha linda terra e tenho certeza que em cada capítulo do folhetim essa vontade só irá crescer mais em mais.

Barcos na praia de Genipabu (Foto: Flor do Caribe/TV Globo)

Barcos na praia de Genipabu (Foto: Flor do Caribe/TV Globo)

Pipa

O destino turístico mais famoso do Rio Grande do Norte, depois da capital, Pipa agrada gregos, troianos e todos os povos. O lugar é o mais cosmopolita de todo o estado e atrai pessoas do mundo todo. Muitos dos que visitaram a praia, a adotaram como lar e acabaram ficando.

A verdade é que Pipa é um dos distritos do município de Tibau do Sul, que reúne oito praias de belezas incomuns, além da Lagoa de Guaraíras. Como se não bastasse tanta beleza, o destino oferece opções para todos os tipos de turistas: os mais relax que querem apenas curtir a praia, os que vêm acompanhados da família, os que buscam aventura e esportes, os que amam contato com a natureza e também os que gostam de curtir a badalação da noite.

Em outra ocasião, preparei um roteiro completo com todas as praias e atrações de Pipa e Tibau do Sul, que vocês podem ler aqui.

Praia do Amor vista do Chapadão, uma das atrações de Pipa

Praia do Amor vista do Chapadão, uma das atrações de Pipa

Genipabu

A Praia de Genipabú fica em Extremoz, a 20 km do centro de Natal. E a melhor forma de conhecê-la é sem dúvida, fazendo o passeio de buggy, que é imperdível para quem visita o Rio Grande do Norte.

O passeio de buggy dura em média 7 horas e passa, na verdade, por oito praias: Redinha, Santa Rita, Genipabú, Graçandú, Porto Mirim, Pitangui, Jacumã e Muriú; três lagoas: Lagoa de Genipabú, Lagoa de Jacumã e Lagoa de Pintangui, onde é feita a pausa para banho. Na Lagoa de Jacumã tem umas brincadeiras legais que são o esquibunda, uma prancha, onde a pessoa desce sentada sobre as dunas, caindo na lagoa; e o aerobunda, uma espécie de tirolesa que vai de cima da duna até cair na água.

E é claro, que no passeio de buggy tem as manobras nas famosas dunas de Genipabú. São elas: Fim do Mundo, Túnel, Hollywood ao Sucesso, Caldeirão do Diabo e muitas outras. Também são visitadas as Dunas Douradas, onde foram gravadas as últimas cenas de outra novela global, “O Clone”. Todo o passeio pode ser feito sem emoção ou com emoção!

Em Genipabu também é possível andar de dromedário sobre as dunas, com direito a muita brisa e uma linda vista para a praia.

Genipabú. Foto Canindé Soares

Genipabú. Foto Canindé Soares

Baía Formosa

Baía Formosa, a 96 km de Natal, é o paraíso dos surfistas. É na baía, onde os cardumes de tainhas e os golfinhos se alimentam e é possível vê-los com facilidade. De lá sai também um passeio de buggy até a praia de Sagi, a última do estado, na divisa com a Paraíba, com parada para banho e visita a um parque de energia eólica. No caminho, há uma cachaçaria na beira mar, com degustação gratuita. As cachaças produzidas em Baía Forma e cidades vizinhas e são de diversos sabores.

De buggy, também dá para conhecer a Mata Estrela, com quase 5 mil hectares de Mata Atlântica nativa e variada fauna e flora. Lá também está a Lagoa da Coca Cola, que ganhou esse nome devido a coloração escura da água, mas apesar da cor, o banho é maravilhoso e a água é limpinha, brotando do solo numa temperatura média de 26º.

 

Lagoa da Coca Cola, Baía Formosa. Foto: Karla Larissa

Lagoa da Coca Cola, Baía Formosa. Foto: Karla Larissa

Barra do Cunhaú

A natureza não poupou esforços com Barra de Cunhaú e decidiu unir rios, praias, dunas, coqueirais, manguezais, Mata Atlântica e uma rica fauna para transformar o lugar em dos mais belos destinos praianos do Rio Grande do Norte.

Aliás, Cunhaú, segundo o folclorista e historiador potiguar Câmara Cascudo significa “lugar onde as moças bebem água”. Além de ser um destino perfeito para quem busca aliar lazer com sossego, Barra do Cunhaú é também uma das praias mais frequentadas por kitesurfistas, inclusive, recebe uma das etapas do Circuito Mundial do esporte.

Barra do Cunhaú fica há 85 km de Natal. E o acesso é feito pela BR 101 sul com entrada em Canguaretama, depois é só seguir pela RN 269. Também é possível chegar a partir de Sibaúma, fazendo a travessia do Rio Catú.

Cunhaú dispõe de cerca de uma dezena de pousadas, a maioria beira mar, e um resort.

Barra do Cunhaú. Foto: Karla Larissa

Barra do Cunhaú. Foto: Karla Larissa

Dunas do Rosado

As Dunas do Rosado fazem parte de uma unidade de conservação entre os municípios de Porto do Mangue e Areia Branca. A região toda é muito linda, com destaque para a praia de Ponta do Mel, que também já foi cenário de filmes.

Ponta do Mel é uma das praias mais incríveis do RN: É o único lugar onde o sertão encontra o mar. Lá, a zona rural chegar à beira-mar, onde o pescador se mistura ao vaqueiro e ao agricultor. Isso porque as fazendas que nascem na Serra do Mel chegam à praia. A vegetação típica da caatinga, com cactos gigantes, também chama atenção em um cenário de praia.

Currais Novos

A região do Seridó no interior do RN é uma das mais lindas e uma das mais ricas culturalmente do estado. A região começa aproximadamente 250 quilômetros de Natal e as cidades que não podem ser esquecidas para uma visita turística são Currais Novos, Cerro Corá, Carnaúba dos Dantas, Parelhas, Jardim do Seridó, Acari. De Natal, siga pela BR-101 e entre na rodovia RN-304. Na primeira saída, siga pela rodovia 226, direção a Currais Novos. Até este município, são 190 quilômetros, e partir dele é possível chegar a todos os demais da região apenas se orientando pelas placas e habitantes.

Uma das atrações próximas a Currais Novos é o Rio dos Apertados, considerado o canyon potiguar. No município também fica a mina Brejuí, considerada a maior mina de sheelita da América do Sul, que tem museu aberto à visitação.

Essas são apenas algumas das belezas do Rio Grande do Norte, um estado abençoado por sua natureza incrivelmente diversa.

Quem quiser saber mais sobre os destinos turísticos, do estado, podem ler aqui, um post completo que preparei sobre Natal e RN e também acessar nosso portal com matérias exclusivas do Rio Grande do Norte, o www.rota84.com.br.

Comentários