O inverno é a época ideal para conhecer as cidades serranas fluminenses. Petrópolis é a maior e mais famosa delas e foi a nossa escolhida para fazer um bate-volta saindo do Rio de Janeiro. Conhecida como Cidade Imperial, Petrópolis foi fundada pelo próprio imperador Dom Pedro II e foi batizada assim pela junção dos nomes em latim de Pedro (Petrus) +  cidade, em grego (Pólis), ficando “Cidade de Pedro”. Ainda na época do Império, recebeu colonos açorianos, italianos e, principalmente, alemães. Os prédios imperiais e as construções de arquitetura com forte influência alemã deram a cidade um ar de cidade europeia. Um charme de lugar!

Da capital até Petrópolis são apenas 66 km de distância, menos de 1 hora para subir a serra de carro. De ônibus, a viagem dura quase 1h40, saindo da rodoviária do Rio e custam entre custam entre R$ 20,33 e R$ 32,61 por assento e trecho.  Os valores e horários podem ser conferidos aqui.

Lago do Palácio Quitandinha, Petrópolis
Lago do Palácio Quitandinha, Petrópolis

Para quem quer fazer um bate – volta, o ideal é chegar bem cedo para aproveitar todo o dia, pois em Petrópolis há muito o que fazer, e não descer a serra à noite, pois pode haver muita neblina. Quem puder, passar pelo menos uma noite na cidade, recomendo pesquisar os dias que tem eventos à noite, pois a cidade tem uma agenda cultural bem movimentada.

Reserve sua hospedagem em Petrópolis

Preparei uma sugestão de roteiro de 1 dia na cidade, que pode ser dividido em 2 dias para quem quiser fazer tudo com mais calma. Vamos a ele:

Casa do Alemão 

Para quem sair de manhã cedo, recomendo começar o passeio com um café da manhã bem reforçado e delicioso na Casa do Alemão, mas também pode ser um lanche. A Casa do Alemão tem quase 70 anos de tradição e começou como uma fábrica de biscoitos amanteigados. Hoje conta com oito unidade, entre Rio de Janeiro e Petrópolis. Uma delas fica logo na entrada da cidade e foi a que conhecemos. Além dos biscoitos deliciosos, que podem ser comprados para presentear e levar para casa, o lugar tem também sanduíches e produtos de salsicharia e de confeitaria. Tudo uma delícia! 

Palácio Quitandinha (foto destaque)

Se depois do café da manhã reforçado já for mais de 9h30, você pode começar o passeio pelo Palácio Quitandinha. Se não, deixe para o final do dia.

Construído em 1944 para ser o maior hotel cassino da América do Sul começou a passar a dificuldades  em 1946, quando o jogo foi proibido no Brasil. Em 1963, os apartamentos foram vendidos e hotel se transformou em um condomínio de luxo. Em 2007 foi adquirido pelo Sesc Rio e passou por reformas. Hoje funciona como um polo de cultura e lazer, aberto a visitação.

O palácio foi construído no estilo normando-francês externamente e rococó hollywoodiano externamente. Ganhou esse nome porque no local onde foi construído havia  uma fazenda, onde também eram vendidos os seus próprios produtos, daí o nome, quitanda.

Vale a pena a visita para ter ideia da grandiosidade do lugar, que chegou a ser palco de concursos de Miss Brasil, e do luxo da época em que foi construído. Em dias de sol, também tem passeio de pedalinho no lago em frente. E no interior do palácio, funciona um boliche.

Horário de visita livre:

Terça a domingo e feriados, das 9h30 às 17h.

Ingressos: R$ 8,00 inteira. Crianças de 7 a 10 anos; estudantes e idosos maiores de 60 anos: R$ 4,00. Para associado Sesc, com carteiras válidas; moradores de Petrópolis, mediante comprovação documental e  estudantes de escolas públicas, mediante agendamentos prévios é grátis.

Visita Audioguiada:

Terça a domingos e feriados, 9h30 às 17h
R$ 4 (assoc. Sesc)
R$ 8 (est., id., PCD e prof.)
R$ 16 (público em geral)
Livre.

Visita Guiada:
Terça a domingo e feriados, 9h30 às 16h30.
R$ 4 (assoc. Sesc).
R$ 8 (est., id., PCD e prof.).
R$ 16 (público em geral).

Grátis para instituições públicas: ONGs, Universidades e Escolas, mediante agendamento prévio através de ofício.
Livre.

Visitação ao Lago:
Terça a domingos e feriados, 9h às 18h.
Grátis. Livre.

Obs.: Em condições climáticas desfavoráveis o Lago será fechado.

Pedalinhos:
Sábados, domingos e feriados, 9h às 18h.

Valores para navegações durante 30 minutos:
R$ 20 (assoc. Sesc) e R$ 30.
Livre.
Obs.: Em condições climáticas desfavoráveis o Lago será fechado.

Boliche:
Quartas a domingos e feriados, 15h30 às 21h30.

Valores para o período de uma hora:
Quartas, quintas e sextas: R$ 20 (assoc. Sesc) e R$ 40.
Sábados, domingos e feriados: R$ 30 (assoc. Sesc) e R$ 60.

Mais informações: http://www.sescrio.org.br/unidades/sesc-quitandinha/informacoes

Casa de Santos Dumont

Casa de Santos Dumont
A Encatada: a pitoresca casa de Santos Dumont

Santos Dumont era definitivamente uma pessoa peculiar. Ele escolheu Petrópolis para construir sua casa de verão, um lugar muito curioso, feito todo sob medida e para atender as necessidades do grande inventor e pai da aviação. A casa, que é conhecida como “A Encantada”, conta hoje com um museu com acervo de objetos, livros, cartas e o mobiliário de Santos Dumont. É super importante prestar atenção em cada detalhes, como as escadas que só é possível subir começando com o pé direito, o chuveiro de água quente sem ser elétrico e a cama minúscula. No Centro Cultural 14 bis, anexo à Casa, é possível assistir a um vídeo que conta uma breve história sobre Santos Dumont.

Casa de Santos Dumont, em Petropolis, funciona como museu
Casa de Santos Dumont, detalhe da escada com degraus em raquete

Endereço: Rua do Encanto, 22 – Centro

Horários:  terça a domingo, das 9h às 17h30 (bilheteria até as 17h).

Bilhetes:  R$ 8,00 (inteira)- Crianças de 7 anos, estudantes e maiores de 60 anos a 64 anos: R$ 4,00. Crianças até 6 anos e maiores de 65 anos: acesso livre.

Um detalhe: Na praça 14 Bis é possível ver uma réplica do famoso invento de Santos Dumont. Fica bem perto da Casa. Na praça principal ao lado, a um centro de informações turísticas, onde é possível pegar um mapinha.

Catedral de Petrópolis
Catedral de Petrópolis

Catedral 

A Catedral de Petrópolis é dedicada a São Pedro de Alcântara, padroeiro da monarquia brasileira. A igreja teve sua construção iniciada em 1884 e tem estilo neogótico.  Na catedral fica o Mausoléu Imperial com os restos mortais de Dom Pedro II, D Tereza Cristina, da Princesa Isabel e do seu marido, o Conde D´Eu. Um detalhe que me chamou muita atenção na catedral são os seus belos vitrais.

A entrada é gratuita.

Mausoléu Imperial
Mausoléu Imperial

Em frente a catedral fica também a casa (prédio rosa) da Princesa Isabel, que não é aberto a visitação, mas é possível observar a fachada.

Palácio da Princesa Isabel
“Casa” da Princesa Isabel

Casarões e palacetes 

Por todo o centro de Petrópolis há muitos casarões e palacetes. Na frente de cada um deles há uma plaquinha identificando a quem pertencia, o ano de construção e com um resumo da história. A melhor parte é que todos são muito bem conservados e estão em funcionamento, sejam residências, instituições privadas ou públicas.

Casarão em Petrópolis
Casarão em Petrópolis

Museu Imperial

Museu Imperial
Museu Imperial

O Museu Imperial de Petrópolis reúne o  principal acervo do país relativo ao império brasileiro, em especial do Segundo Reinado, período governado por D. Pedro II. São cerca de 300 mil itens museológicos, arquivísticos e bibliográficos. O prédio é belíssimo e os jardins também. Infelizmente, quando fomos a bilheteria ainda estava fechada e não sobrou tempo para voltar. Uma pena não ter feito a visita. Mas imagino que seja muito interessante. Quem já fez, por favor, deixe a opinião nos comentários!!

Endereço: Rua da Imperatriz, nº 220, Centro

Horários: de terça a domingo, das 11h às 18h

Bilheteria: de terça a domingo, das 11h às 17h30

Jardins: de terça a domingo, das 8h às 18h

Preços:
Entrada inteira: R$ 10,00
Meia-entrada: R$ 5,00 (estudantes, professores e maiores de 60 anos)
Brasileiros maiores de 80 anos, menores de 7 anos e pessoas com deficiência: gratuito.
Moradores de Petrópolis e petropolitanos, às quartas-feiras e no último domingo do mês: gratuito

 

Palácio de Cristal
Palácio de Cristal
Palácio de Cristal

 

O Palácio de Cristal recebe eventos culturais e exposições diversas em Petrópolis. Foi cenário, em abril de 1888 da libertação dos últimos escravos de Petrópolis, em uma grande festa com a presença da Princesa Isabel. Inaugurado em 1884 foi  encomendado pelo Conde D´Eu, marido da princesa, para receber exposições de produtos agrícolas e de pássaros. A estrutura, apesar de simples, é bem bonita. Mas certamente é mais interessante em dias de apresentação.

Endereço: Rua Alfredo Pachá, s/ nº – Centro

Horários: terça a domingo, de 09h às 18h. Entrada franca.

Cervejaria Bohemia

Cervejaria Bohemia
Cervejaria Bohemia

E para fechar o dia em Petrópolis recomendo para quem gosta de beber, é claro, a visita a Cervejaria Bohemia, que foi a primeira cervejaria do país, fundada em 1853 pelo alemão Henrique Kremer.  A visita guiada é muito bacana e não deixou a desejar em nada a outras cervejarias que já conhecemos pelo mundo. Dá para aprender um pouquinho da história da cerveja, o processo de fabricação, a diferença entre os tipos de cerveja e o mais importe: degustá-la! Lembre-se: o motorista da rodada não pode degustar!hehe

Tour da Cervejaria Bohemia
Tour da Cervejaria Bohemia

Endereço: Rua Alfredo Pachá, 166 | Centro – Petrópolis/RJ

Horário: terças a quintas, das 12h às 17h; sextas, das 11h às 16h30; sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h30. 

Ingressos: R$ 32 (inteira), R$ 16 (meia entrada e moradores de Petrópolis).

Todas as visitas no Centro de Petrópolis é possível fazer caminhando, apenas a Quitandinha fica mais distante. Mas quem quiser pode contratar também o serviço de charrete para dividir entre até quatro pessoas.

Para quem gosta de fazer compras tem ainda a Rua Teresa, que possui um polo de 1.200 lojas, principalmente de vestuário. Eu não visitei, mas a rua é bem famosa e muita gente vai a Petrópolis para fazer compras.

Petrópolis é certamente uma cidade que merece várias visitas. Super agradável e bonita. Quem sabe da próxima ficamos um fim de semana. Espero que gostem tanto quanto nós!

*Post atualizado em 15 de junho de 2017. 

Reserve seu hotel em Petrópolis

*O Compartilhe Viagens participa de um programa de afiliados do Booking.com, por meio do qual é possível reservar hotéis com descontos e segurança e ainda ajudar ao blog se manter. 

Reserve seu hotel no Rio de Janeiro

*O Compartilhe Viagens participa de um programa de afiliados do Booking.com, por meio do qual é possível reservar hotéis  com descontos e segurança e ainda ajudar ao blog se manter. 

Viaje tranquilo

Seguro viagem brasil 336x280


Comentários

  • Pingback: Estrada Real: Ouro Preto e Mariana em 1 dia | Compartilhe Viagens()

  • Lorena

    em quanto tempo voces fizeram tudo esse roteiro?

  • Fernanda

    Oi Pessoal,
    Eu e meu marido seguimos o passo a passo do bate-volta para Petrópolis de vocês hoje e adoramos!!!
    Obrigada pelas dicas!
    OBS: também não conseguimos voltar no Quitandinha….

  • Rick Almeida

    Bom dia,

    Trabalho com excursões e gostaria de contratar um guia freelancer, se for nativo de Petrópolis sera um diferencial. Envie e-mail para diversaoplena@gmail.com ou WhatsApp 21 99334-2665. Assunto: Guia Petrópolis.

  • Rosilane Anjos Marques

    Boa tarde,
    Gostaria de levar meus alunos no museu imperial, no palácio de cristal e na catedral. Consigo fazer esse trajeto em um dia?Dá para ir a pé ou não? Conhece um local barato para os alunos almoçarem ou fazerem um lanche? Obrigada pelas dicas!