Muitos brasileiros quando decidem viajar para o Chile pensam em neve e esqui. Acontece que a temporada de esqui é curta, geralmente, dura em torno de 2 meses (entre meados de junho agosto mais ou menos. Este ano, começou mais cedo, em maio). Então para quem viaja fora desse período, vale a pena conhecer o Valle Nevado e/ou outras estações de esqui? Na minha opinião, sim. A maioria das agências de Santiago oferece o chamado tour Andes Panorâmico, que inclui paradas nas estações Farellones e Valle Nevado.

Nós fizemos o tour Andes Panorâmico e, neste passeio, vimos algumas das paisagens mais bonitas nos arredores de Santiago. O passeio tem duração de 8 a 9 horas. A van passa para nos pegar bem cedo, antes do sol aparecer (o sol aparece bem tarde em Santiago por causa das montanhas). Neste passeio, especificamente, recomendo fazer com uma agência de turismo e não por conta própria, que teria que ser alugando um carro.

Estrada para Valle Nevado: são mais de 60 curvas em zigue-zague
Estrada para Valle Nevado: são mais de 60 curvas em zigue-zague

Apesar de ser apenas 66km a distância entre Santiago e Valle Nevado, o caminho é bem difícil para quem não está acostumado, com uma pista estreita e cheia de curvas. Eles só começam a contar a partir das curvas mais fechadas, e são mais de 60 que fazem um zigue-zague nas montanhas da Cordilheira dos Andes. Além disso, a diferença de altitude entre Santiago (530msmn) e as estações de esqui Farellones (2.450 msmn) e Valle Nevado (3.100 msmn) é bem considerável, o que pode acarretar sintomas de mal de altitude, como enjoo e dor de cabeça. Uma dica para quem enjoa com o movimento do carro é ir no banco do passageiro da frente e manter a visão sempre para frente.

Casas no caminho para Valle Nevado
Casas no caminho para Valle Nevado

A dificuldade de dirigir na pista sinuosa se torna ainda maior no período de neve, que acaba tomando conta da pista também. Neste período, a pista que é mão dupla vira de sentido único, somente de ida pela manhã e início da tarde e só de volta a partir das 14h30. Se for na temporada de esqui, uma opção ao tour é fazer o translado com a própria estação de esqui.

No caminho entre Santiago e as estações de esqui, passamos por alguns dos bairros mais nobres da capital chilena, Providência, Las Condes. O caminho margeia o Rio Mapocho, que corta Santiago.

Quando começamos a subir as montanhas, temos, lá do alto, uma vista para Santiago, que fica em um vale, cercada pela Cordilheira dos Andes. No dia que fizemos o passeio, estava muito nublado em Santiago e podíamos ver as nuvens cobrindo toda a cidade.

Estrada para Valle Nevado: olha a placa, avisando como será a próxima curva!
Estrada para Valle Nevado: olha a placa, avisando como será a próxima curva!
Lá embaixo, Santiago coberta por nuvens
Lá embaixo, Santiago coberta por nuvens

Enquanto isso, lá no alto nas montanhas fazia um dia lindo de muito sol e céu azul. E também fazia muito frio! Sim, como falei, a diferença de altitude é muito grande e, por isso, também faz muito mais frio lá em cima nas montanhas. No dia em que fizemos o passeio, fazia uns 2 graus no Valle Nevado, enquanto em Santiago estava em torno de 15 graus. Vá bastante agasalhado!

Pista do tubing em Farellones
Pista do tubing em Farellones, esperando a neve chegar

O guia do nosso passeio Alex foi bem atencioso e dava todas as informações sobre as estações de esqui próximas de Santiago: El Colorado, La Parva, Farellones e Valle Nevado. Mas paramos apenas nestas duas últimas. Em Farellones foi só uma parada rápida, pois estava tudo fechado. Esta é a estação de esqui mais antiga dos arredores de Santiago. Lá tem a opção de esqui, esqui bunda, tirolesa. Segundo Alex, está é uma boa estação para aprender a esquiar.

Resort Valle Nevado
Resort Valle Nevado

Farellones fica a 650 metros de altitude abaixo de Valle Nevado. Por isso, tem um período de esqui mais curto, de cerca de 1 mês e meio.

Fora da temporada de neve, nós fizemos o passeio no início de maio, só conseguíamos ver neve em alguns picos de montanha. No caminho, o guia também nos mostrou alguns pontos na estrada, onde famílias chilenas costumam parar para curtir a neve, sem ter que pagar para usar uma estação de esqui.

A nossa última parada foi o Valle Nevado, a estação de esqui dos arredores de Santiago mais procurada pelos brasileiros. O Valle é bem maior que Farellones e também melhor estruturado. Apesar de mais alto, também lá, só conseguíamos ver a neve no topo de algumas montanhas. Mesmo assim, a paisagem é muito bonita e deve ser muito diferente quando neva.

Valle Nevado visto do alto. Isso tudo fica tomado por neve
Valle Nevado visto do alto. Isso tudo fica tomado por neve

O Valle nevado tem estrutura de hotel e resort, lojas, cafés e restaurantes. Fora da temporada de esqui, não pagamos nada para entrar. O tempo de parada no Valle foi maior, então, aproveitamos para caminhar pelas montanhas e ter vistas ainda mais bonitas da paisagem.

Fora da temporada, neve só no topo das montanhas
Fora da temporada, neve só no topo das montanhas

A volta para Santiago foi em torno das 14h. Mas durante a alta temporada o passeio dura bem mais tempo, com parada para alugar roupas e equipamentos de esqui, e também custa bem mais. Fizemos o passeio com a Somos Tour (fechamos com a Amanda Casales) e pagamos 22.000 CLP por pessoa, em torno de R$ 110 (maio de 2017).

Fato Curioso. Passamos 20 dias no Chile, viajamos de Norte a Sul procurando neve, mesmo sabendo que normalmente neste período só tem neve nos topos das montanhas. Chegamos muito perto várias vezes, mas não suficiente que pudéssemos tocar. No nosso último dia, quando estávamos no ônibus de San Pedro de Atacama até Salta, na Argentina, pegamos um nevasca e quase nosso ônibus ficou parado na estrada, como vários caminhões estavam. Quando conseguimos chegar até a imigração Argentina, começou a nevar novamente e foi aí que finalmente, não só tocamos a neve como a neve nos tocou! Hehe 

Logo depois que fizemos a travessia Chile – Argentina, a estrada foi fechada devido à grande quantidade de neve e permaneceu assim por vários dias. Poucos dias depois da nossa saída do Chile, nevou tanto, que a estação do Valle Nevado abriu com quase um mês de antecedência. =/

Brasileiros e sua loucura por neve! kkkk Mas essa não foi a primeira vez que vimos a neve. A primeira vez que vi a neve foi na Argentina, no passeio Alta Montanha, que é super bonito pelas Cordilheiras dos Andes, saindo de Mendonza. Dessa vez, fiz até boneco de neve e esqui bunda. Já Fred, foi, durante o tour pelo Salar de Uyuni, na Bolívia. Mas ainda estou devendo a ele uma viagem para esquiar! =)

Leia também:

Dicas práticas e roteiro de 4 a 6 dias em Santiago do Chile


Comentários